Após uma série de escândalos que culminaram com o afastamento da cúpula da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Rio de Janeiro na semana passada, tomou posse, na manhã de ontem, o novo superintendente, o inspetor Antônio Vital. Entre os principais projetos para a nova gestão está a criação de um Núcleo de Operações Especiais em cada uma das dez delegacias da PRF no estado, além da erradicação da corrupção policial.

“Vamos intensificar o combate ao crime com o apoio de todas as polícias. Até agora nosso grupo de operações especiais se baseava no Rio. Se houver uma prioridade em Campos, por exemplo, fica difícil chegar. Além do policiamento preventivo em estradas, vamos qualificar nossos policiais e investir em equipamentos com foco nos jogos esportivos que a cidade irá sediar”, adiantou.

Segundo o coordenador-geral de Operações da PRF, inspetor Alvarez Simões, o plano é usar até 600 motocicletas e dez aeronaves de patrulhamento e resgate durante os Jogos Olímpicos de 2016.

Vital foi escolhido para a função pela atuação na corregedoria da Polícia Rodoviária Federal em Pernambuco, onde, há três meses, afastou 30 policiais por desvio de conduta. Doze foram presos.

“O desvio de conduta é uma característica do ser humano, e não da PRF. Vou combater a corrupção e peço que a população não tenha medo. Denuncie qualquer fato não condizente com nossos policiais. Vamos fazer do Rio referência”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui