REBITE: Caminhoneiro é flagrado pela PRF do PA dirigindo por mais de 48 horas sem descanso. Foto: Divulgação

De acordo com a PRF, motorista foi pego na BR-010; ele saiu de Vargem Grande do Sul (SP) e ia para Belém PA)

A Policia Rodoviária Federal (PRF) segue combatendo o uso de anfetaminas nas rodovias federais paraenses, intensificando a fiscalização nesse período de férias escolares em que o transito de uma forma geral, inspira um cuidado redobrado.

Como resultado, são os crescentes números de flagrantes a condutores dirigindo sob efeito dessa droga. Só nos últimos três dias, já foram quatro condutores autuados e 26 comprimidos da droga apreendidos. Mas dessa vez o que mais chamou a atenção dos policiais foi o flagrante de um caminhoneiro dirigindo por quase dois dias sem descanso.

O flagrante ocorreu na última quarta-feira (3), no km 229 da BR-010 no município de Ipixuna (PA) por volta de 17 horas, após abordagem ao caminhão Mercedes-Benz, cor branca, carregado com sacas de cebola, vindo do município de Vargem Grande do Sul (SP) tendo como destino a cidade de Belém/PA.

Ao ser questionado se havia feito uso de alguma droga durante o percurso, o condutor afirmou que ingeriu quatro comprimidos de Nobésio Extra Forte (popularmente conhecido como rebite) e entregou outras cinco unidades que guardava na cabine do veículo. Após a análise do disco Tacógrafo, os policiais constataram que o condutor dirigiu por 40 horas, no período de 1º/7/2019 a 3/7/2019, fazendo apenas quatro horas de descanso em períodos intercalados.

O condutor foi enquadrado no crime de porte de droga para consumo pessoal e se comprometeu a comparecer em juízo quando for intimado, conforme termo circunstanciado de ocorrência lavrado.

É importante reiterar que o uso deste tipo de droga além de ser crime, também põe em risco a segurança viária, uma vez que, cessado o efeito estimulante da droga, a sonolência advinda de uma possível privação de sono diminui a atenção e o bom desempenho na direção, expondo o condutor e os demais usuários das rodovias, aos acidentes de trânsito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui