OPERAÇÃO COPA AMÉRICA: Durante a realização do evento, o policiamento no estado foi reforçado, contando com a presença de agentes da PRF oriundos de outros estados da federação, como SC, PR, TO e MS. Além disso, equipes especializadas atuaram nas fronteiras, garantindo a segurança dos turistas e evitando a entrada no país de torcedores banidos dos estádios por atos de violência. Foto: Divulgação

Mais de 600 quilos de maconha foram apreendidos no período

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou nessa sexta-feira (5) a Operação Copa América no Rio Grande do Sul em ato realizado no auditório do SEST SENAC, na capital. O evento desportivo transcorreu normalmente no RS, sem incidentes registrados, e a PRF marcou presença trabalhando de forma integrada com as demais instituições de segurança pública.

Durante a realização do evento, o policiamento no estado foi reforçado, contando com a presença de agentes da PRF oriundos de outros estados da federação, como SC, PR, TO e MS. Além disso, equipes especializadas atuaram nas fronteiras, garantindo a segurança dos turistas e evitando a entrada no país de torcedores banidos dos estádios por atos de violência.

Equipes especializadas no trabalho com cães farejadores, força de choque, agentes dedicados ao patrulhamento aéreo e agentes especializados em motopoliciamento e escoltas garantiram a fluidez do trânsito, a segurança das equipes, dos turistas e do trânsito durante o período da competição.

Neste período, mais de 50 mil pessoas e veículos foram fiscalizados, sendo lavrados mais de 11 mil autos de infração. As condutas mais frequentes cometidas pelos motoristas foram o excesso de velocidade, a ultrapassagem em local proibido e o não uso do cinto de segurança.

Mais de 50 escoltas foram realizadas para autoridades e delegações estrangeiras, além do Vice-Presidente da República. No período, mais de 600 quilos de maconha foram retirados de circulação no RS, número quase 3 vezes superior ao mesmo período de 2018. A PRF realizou 248 prisões no estado, apreendeu 19 armas de fogo e recuperou 26 veículos.

O evento de encerramento contou com a presença do Corregedor-Geral da PRF, Célio Constantino da Costa, que destacou a ação da instituição nas manifestações da greve geral que ocorreram durante a competição.

Asseverou que apesar do elevado número de turistas, do fluxo intenso de veículos e da concomitância de manifestações no mesmo dia em que o Vice-Presidente da República visitou o estado, a PRF exerceu seu papel com profissionalismo.

O Superintendente da PRF no RS, Luís Carlos Reischak Júnior, agradeceu o empenho de todos agentes que atuaram no evento e destacou que essa dedicação garantiu o sucesso da operação no estado.

A Copa América finalizou o ciclo de Grandes Eventos no Brasil, e a PRF esteve presente em todos eles, que tiveram início nos Jogos Pan-Americanos, em 2007, e seguiram com a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, ambos em 2013, além da Copa do Mundo Fifa 2014 e dos Jogos Olímpicos em 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui