O medidor de velocidade registrou que o ônibus envolvido no acidente na BR-040, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na manhã desta terça-feira (27), estava a 100 km/h no momento da batida, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A velocidade permitida na rodovia é de 60km/h. Segundo o policiamento, uma inspeção vai ser feita no tacógrafo para verificar se o excesso de velocidade foi a causa do acidente. Cerca de 15 pessoas ficaram feridas.

O ônibus levava operários da Mannesmann, que trabalham em uma mina em Brumadinho. Segundo a polícia, havia 34 ocupantes no veículo, incluindo o motorista. Do total, nove tiveram ferimentos leves. O condutor é um deles. Até a publicação desta reportagem, a assessoria da siderúrgica não informou sobre a assistência prestada aos feridos.

A batida envolveu também um Gol e um Kadet. A PRF informou que cinco ocupantes do primeiro veículo tiveram ferimentos graves. Duas pessoas que estavam no Kadett foram socorridas com escoriações. Parte dos feridos no acidente foi levada para o Hospital de Pronto-Socorrro João XXIII, em Belo Horizonte.

De acordo com a PRF, o motorista do Kadett não tem carteira de habilitação. O homem será encaminhado à delegacia de Nova Lima para assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência. Em seguida, deve ser liberado.

A batida aconteceu na altura do km 553, na pista sentido Belo Horizonte-Rio de Janeiro. A PRF infomou que o ônibus atingiu um dos carros no acostamento e, em seguida, acabou batendo no segundo carro já meio da pista. Antes de tombar, o ônibus bateu em um poste.

O Corpo de Bombeiros esteve no local do acidente e fez a limpeza da pista. O trecho da via ficou coberta por óleo e gasolina, que vazaram do ônibus. Às 11h, a Polícia Rodoviária informou que a pista estava liberada, após congestionamento que chegou a dez quilômetros.