Produção de caminhões também teve crescimento de 52,3% em janeiro deste ano, se comparado ao mesmo período de 2018. Foto: Aderlei de Souza

Anfavea divulga relatório que mostra crescimento na produção de carros, caminhões e ônibus, em janeiro deste ano

A produção de veículos no Brasil está indo de vento em popa. Pelo menos é o que mostra os resultados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea. Nessa quarta-feira (6), a associação divulgou, em São Paulo, SP, os resultados da indústria automobilística em janeiro.

Os dados mostraram que 199,8 mil unidades foram comercializadas em janeiro deste ano, representando um crescimento de 10,2% em relação ao mesmo período de 2018, quando 181,3 mil veículos foram licenciados.

Mas nem tudo são flores. Se comparar as 234,5 mil unidades vendidas em dezembro de 2018, houve queda de 14,8% em janeiro deste ano. Na opinião de Antonio Megale, presidente da Anfavea, os resultados de janeiro estão de acordo com a expectativa da indústria. Segundo ele, 2019 iniciou-se com alta em todos os segmentos.

“Iniciamos o ano com uma alta importante e em todos os segmentos, o que é bastante animador. Inclusive, este primeiro mês do ano foi o melhor janeiro desde 2015. Apesar de termos mais dias úteis em relação ao último mês de 2018, já imaginávamos que teríamos esta baixa devido à sazonalidade de mercado, uma vez que o fim do ano é tradicionalmente mais aquecido”.

A produção segue em trajetória de crescimento: foram 196,8 mil unidades fabricadas em
janeiro deste ano, baixa de 10% sobre as 218,7 mil de janeiro de 2018. Na análise com
dezembro com 177,5 mil unidades, houve aumento de 10,9%.

As exportações ficaram em 25,0 mil unidades neste início do ano, diminuição de 46%
frente as 46,4 mil do mesmo período de 2018. Contra as 31,7 mil de dezembro do ano
passado, o setor registrou decréscimo de 21,1%.

INÍCIO BOM: Em janeiro deste ano, foram licenciados 7 mil caminhões contra 4,6 mil em janeiro de 2018. Foto: Aderlei de Souza

Caminhões e ônibus

O licenciamento de caminhões somou em janeiro 7,0 mil unidades, elevação de 53,2%
sobre as 4,6 mil unidades de janeiro do ano passado e queda de 8,5% ao defrontarmos
com as 7,6 mil de dezembro de 2018.

6,8 mil caminhões saíram das linhas de montagem no primeiro mês do ano, o que significa
acréscimo de 1,6% sobre as 6,7 mil de janeiro de 2018 e recuo de 7,7% ante as 7,4 mil de
dezembro do ano passado.

No âmbito das exportações, a baixa foi de 72,1% em janeiro: 520 produtos foram
enviados para outros países em janeiro de 2019 e 1,9 mil no mesmo mês no ano passado.
No comparativo com as 1,1 mil de dezembro a diminuição foi de 50,7%.

No segmento de ônibus, 1,6 mil unidades foram licenciadas em janeiro, expansão de
88,4% quando confrontado com as 848 unidades vendidas em janeiro de 2018. O
resultado ficou 9,1% maior diante das 1,5 mil de dezembro.

A produção de chassis para ônibus ficou estável com 1,9 mil unidades em janeiro deste
ano e a mesma quantidade no mesmo mês do ano passado. Sobre as 1,1 mil de dezembro,
houve crescimento de 73,5%.

As exportações no início deste ano ficaram em 348 unidades – redução de 39,7% contra
as 577 negociadas em janeiro de 2018 e de 60,2% sobre as 874 de dezembro.

Máquinas agrícolas e rodoviárias

As vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias no primeiro mês de 2019 ficaram em 2,6
mil unidades, número inferior em 40,1% com relação as 4,4 mil de dezembro do ano
passado e superior em 64,5% quando comparado com as 1,6 mil de janeiro de 2018.

A produção ficou em 2,8 mil unidades neste primeiro mês do ano: crescimento de 3,5%
ante as 2,7 mil de janeiro do ano passado e diminuição de 49,2% na análise contra o
resultado de dezembro, que fechou com 5,5 mil unidades fabricadas.

Em janeiro, 693 unidades atravessaram as fronteiras do País, baixa de 10,6% frente as
775 de janeiro de 2018, e de 21,6% sobre as 884 de dezembro do ano passado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui