FREIO DIANTEIRO: Yamaha faz recall do modelo R3 2020 com problemas na mangueira de freio dianteiro. Foto: Divulgação

De acordo com a montadora, há a necessidade de troca dos suportes da mangueira do freio dianteiro

A Yamaha Motor da Amazônia Ltda. iniciou um recall para os proprietários das motocicletas R3, modelo 2020, conforme numeração de chassis abaixo, para entrarem em contato com uma concessionária autorizada para agendar a substituição gratuita dos suportes da mangueira do freio dianteiro e verificação das condições da mangueira e sua substituição, se o caso.

De acordo com a empresa, foi constatado que, devido a uma inconformidade na fabricação dos suportes da mangueira do freio dianteiro, a mangueira poderá se desprender e encostar na suspensão, podendo ocasionar desgaste gradual em decorrência do atrito gerado e, no pior dos casos, possibilidade de vazamento do fluído de freio, reduzindo, assim, a capacidade de frenagem da motocicleta, com risco de acidente e lesões graves ou fatais aos usuários e/ou terceiros.

Ainda de acordo com a Yamaha, o tempo médio de atendimento é de 15 minutos para substituição do suporte da mangueira e de 1h45 se for necessária a substituição da mangueira.

Os modelos R3 2020 convocados são as de chassis 9C6RH0940L0000101 a 9C6RH0940L0000140. Os proprietários devem comparecer a uma concessionária para agendar a realização do reparo, sem nenhum custo aos clientes.

Informações: www.yamaha-motor.com.br ou 0800 774 3738, no horário comercial.

Yamaha suspende atividades em suas fábricas

Diante da situação mundial envolvendo o Coronavirus, a Yamaha paralisou suas linhas de produção nas fábricas da Itália e França. As unidades vão ficar fechadas até dia 22 deste mês.

De acordo com a empresa, após o prazo, a situação será revisada semanalmente, e a marca dos três diapasões retomará a produção quando a situação estiver estabilizada em ambos países.

A montadora não foi a única a paralisar suas atividades por causa da pandemia. Marcaso,  Ducati e KTM também fecharam temporariamente suas fábricas na Europa por causa da doença, que já registra ocorrências em mais de 160 países.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui