TRISTEZA: Sargento Siqueira, da Polícia Rodoviária de SP, já teve três familiares mortos em acidentes nas rodovias. "Devemos redobrar a atenção", diz. Foto: Divulgação

Comando de Policiamento Rodoviário do Estado de São Paulo, por meio do Coronel PM Lourival da Silva Júnior e do interino, Coronel Paganotto, apoia integralmente o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Destacamos vários depoimentos de membros da instituição ao Dia Mundial.

1º Sargento Siqueira da Polícia Militar Rodoviária (PMRv): 

“No ano de 2012, tivemos a perda de um sobrinho, em decorrência de um acidente, na rodovia Castello Branco, no km 162. E, por uma infeliz coincidência, meu sogro e meu cunhado – pai desse meu sobrinho – já haviam falecidos de acidente, em 2009, numa rodovia no Rio Grande do Sul. Sofremos muito,e sabemos que, têm outras famílias sofrendo também. O trânsito assusta. Por isso, devemos redobrar a atenção ao volante com o objetivo de salvar vidas”.

Atualmente, o Comando de Policiamento Rodoviário, como segmento especializado da Polícia Militar do Estado de São Paulo, é responsável pelo policiamento ostensivo de trânsito e pela preservação da ordem pública em mais de 22.000 quilômetros de rodovias estaduais paulistas, onde atuam cerca de 3.400 homens e mulheres que, diariamente trabalham pela segurança dos usuários das rodovias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui