NOVA VIDA: Ação rápida da Polícia Rodoviária conseguiu parar o trânsito intenso na Via Anhanguera e evitar grave acidente com pai e filho. Renato Gomes conta que a data de 21 de novembro ficou marcante para ele porque significa uma outra vida. Foto: Divulgação

Comando de Policiamento Rodoviário do Estado de São Paulo, por meio do Coronel PM Lourival da Silva Júnior e do interino, Coronel Paganotto, apoia integralmente o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Além dos depoimentos de membros da Corporação ao Dia Mundial, o portal está colhendo relatos de pessoas que passaram por momentos de perigo em rodovias, mas foram ‘salvos’ por policiais rodoviários.

Renato Braz Gomes, psicólogo e holístico:

“No dia 11 de maio de 2019, eu e meu pai transitávamos pela Via Anhanguera, em direção a Jundiaí, e no meio do caminho, meu pai sofreu um mal súbito. Com isso, o carro foi parar na primeira faixa de rolamento. Logo, uma viatura da Polícia Rodoviária, que estava atrás, conseguiu parar o trânsito, que estava intenso, e levou nosso carro para o acostamento. Entrou em contato com a AutoBAn, que socorreu meu pai. Saímos ilesos. Essa data de 21 de novembro ficou marcante para mim, porque significa uma outra vida. Graças a Deus e ao bom trabalho da Polícia Rodoviária, conseguimos sair ilesos e com vida. Então, estendo meus agradecimentos a todos os policiais rodoviários, que fazem um grande trabalho, protegendo a todos que usam as vias rodoviárias”.

Atualmente, o Comando de Policiamento Rodoviário, como segmento especializado da Polícia Militar do Estado de São Paulo, é responsável pelo policiamento ostensivo de trânsito e pela preservação da ordem pública em mais de 22.000 quilômetros de rodovias estaduais paulistas, onde atuam cerca de 3.400 homens e mulheres que, diariamente trabalham pela segurança dos usuários das rodovias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui