CAMPANHA: O Dnit faz alerta sobre alguns cuidados que pedestres e ciclistas devem tomar quando estiverem no trânsito. Foto: Divulgação

Dicas do Departamento Nacional de Transportes Terrestres (DNIT) podem ser aplicadas com o simples uso do bom senso

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece em mais de 40 artigos, as Normas Gerais de Circulação e Conduta que merecem atenção especial de todos os usuários da via. Algumas dessas normas podem ser aplicadas com o simples uso do bom senso, mas alguns acidentes de trânsito podem ser provocados pela falta de visibilidade do motorista. O que mostra que trafegar em segurança depende muito da capacidade do condutor ver o que está à sua volta e também de ser visto pelos demais.

A visão é responsável por 90% das informações necessárias para uma direção segura, e diversos fatores podem interferir na visibilidade do condutor, como luminosidade, cores, condições climáticas, horário, tipo de veículo, películas ou adesivos nos vidros e objetos que tapem o vidro traseiro.

Os cuidados também devem ser tomados com as luzes de indicações. A utilização do pisca alerta, por exemplo, deve acontecer somente quando o veículo estiver parado. Em caso de neblina, é necessário reduzir a velocidade, acender a luz baixa e o farol de neblina. Utilizar-se do farol alto apenas em situações com pouca iluminação e quando não há outros veículos transitando no local, já que pode reduzir a visibilidade do condutor de outro automóvel.

Os motociclistas devem ter cuidados especiais. As motos são pequenas e seus condutores têm o hábito de circular entre as faixas e bem próximas aos veículos, com isso se escondem nos pontos cegos. Já os caminhões e ônibus têm amplas áreas de pontos cegos, devido às grandes dimensões. Os outros veículos devem evitar circular muito próximos a eles, especialmente na lateral direita. A dica é: se você enxergar o rosto do caminhoneiro ao olhar no retrovisor do caminhão, significa que se você o vê bem, ele também te vê.

Os condutores de motocicletas, motonetas e ciclomotores devem seguir algumas regras básicas: usar sempre o capacete, com viseira ou óculos protetores. À noite, prefira as cores claras e refletivas. Ser visto pelos demais condutores é essencial para segurança de quem conduz motocicletas.

Como o condutor, a garupa deve utilizar roupas de tonalidades claras (de preferência com dispositivos refletivos) e adequadas, como jaqueta, calça, botas e luvas, sem esquecer o capacete.

Ciclistas e pedestres

Pedestres e ciclistas são mais frágeis e difíceis de serem visualizados, especialmente durante a noite. O uso de objetos refletores na bicicleta ou na roupa ajuda a melhorar a visibilidade. Sinalizar as intenções também é importante para manter a segurança do ciclista.

Já os pedestres devem atravessar sempre pelas faixas de pedestre, sinalizando com o sinal de vida e aguardar que todos os carros parem antes de iniciar a travessia. O indicado, também, é evitar cruzar as ruas em locais que dificultem a sua visualização, como atrás de árvores, postes ou outros veículos.

Para bicicletas, o inciso VI artigo 105 do CTB exige espelho retrovisor do lado esquerdo, campainha e sinalização noturna composta de retrorrefletores.

O ideal para o ciclista é trafegar pela ciclovia. Mas onde não existir, o ciclista deve transitar na pista de rolamento, em seu bordo direito, e no mesmo sentido do fluxo de veículos. A bicicleta tem preferência sobre os veículos motorizados, mas o ciclista também precisa tomar seus cuidados. Deve trajar roupas claras e sinalizar com antecedência todos os seus movimentos.

Um trânsito seguro começa por você. Faça a diferença, respeite as leis de trânsito e salve vidas.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Dnit

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui