Estradas lotadas merecem atenção redobrada. Nas férias, o volume de tráfego aumenta significativamente nas rodovias brasileiras. Motorista e passageiros devem ficar atentos aos itens de segurança; respeitar a sinalização é imprescindível. Foto: Divulgação

Volume de tráfego nas rodovias aumenta sensivelmente no período de férias; por isso, alguns cuidados devem ser redobrados, de acordo com a Seguradora Líder

Tradicionalmente os meses de férias costumam registrar um alto movimento de veículos pelas estradas de todo o Brasil. Para que os dias de descanso sejam marcados pela tranquilidade, a Seguradora Líder faz um alerta para que os acidentes não ocorram. Os dados do Seguro DPVAT mostram que, as indenizações pagas por morte, nos dois primeiros meses de 2018, superaram a marca de 6 mil.

No total, foram mais de 56 mil indenizações do Seguro DPVAT nesse período, sendo 40.463 (71%), destinadas à cobertura por invalidez permanente e 10.027 (18%), para o reembolso de despesas médico-hospitalares (DAMS). Por esse motivo, a Seguradora Líder lembra o quanto é importante colocar a segurança em primeiro lugar no trânsito.

“Os condutores devem atentar, principalmente, aos fatores de risco no trânsito, como respeitar os limites de velocidade estabelecidos para as vias; não fazer uso de bebidas alcoólicas ao pegar a direção; e tomar medidas de segurança, como usar o cinto e capacete, se estiver de moto”, alerta o superintendente de Operações, Arthur Fróes.

A falta do cinto de segurança gerou 213.356 infrações nas rodovias federais em 2017, de acordo com dados, da Polícia Rodoviária Federal (PRF). E mais: 143.913 foram pela falta de uso do dispositivo pelo condutor e 69.443 pelos passageiros.

Além disso, cuidados como manutenção preventiva também devem ser tomados. É importante checar, por exemplo, se o veículo está em perfeitas condições, com todo o equipamento de segurança exigido por lei. Um desses exemplos é uso da cadeirinha.

As crianças menores de 7 anos devem viajar apenas na cadeirinha indicada para a idade e tamanho especificados. Já as com idades, entre 7 anos e 10 anos, só podem viajar no banco traseiro com cinto de segurança, assim como os demais ocupantes do carro.

Em caso de acidente de trânsito, todas as vítimas, seja motorista, passageiro ou pedestre, têm direito à indenização ao Seguro DPVAT, em uma das três coberturas: morte (R$ 13.500), invalidez permanente (até R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e hospitalares (até R$ 2.700).

O pedido de indenização do Seguro é gratuito e pode ser feito pelo próprio beneficiário em um dos cerca de oito mil pontos de atendimento espalhados por todo o Brasil, que podem ser consultados neste link .

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui