MOTIVO DE ORGULHO: Para o presidente e CEO da Volkswagen América Latina, Pablo Di Si, ver esse projeto concretizado, que contou muitos anos de negociações e desenvolvimento, é uma fonte muito grande de orgulho para toda a Volkswagen. Fotos: Divulgação

De acordo com a montadora, após 10 anos, novo modelo sai da linha de produção da fábrica em Pacheco, somando-se assim à bem-sucedida picape Amarok, produzida no local

O Grupo Volkswagen Argentina comemora o início da produção da Taos, o primeiro SUV que a marca produz no país, em seu Centro Industrial Pacheco. Participaram virtualmente do evento, o secretário-geral da SMATA, Ricardo Pignanelli, e o governador da Província de Buenos Aires, Axel Kicillof.

Por parte da fabricante, participaram também virtualmente: Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina, e Thomas Owsianski, presidente e CEO do Grupo Volkswagen Argentina, junto com Celso Placeres, diretor de Manufatura do Centro Industrial de Pacheco.

“Ver esse projeto concretizado, que contou muitos anos de negociações e desenvolvimento, é uma fonte muito grande de orgulho para toda a Volkswagen. Hoje não apenas adicionamos um novo produto à linha de produção nacional, mas demonstramos que nossas plantas enfrentam os desafios globais exigidos pelo grupo. Isso é resultado do esforço e comprometimento de todos os nossos colaboradores em conjunto com os representantes dos trabalhadores e o Governo”, afirma Pablo Di Si.

Thomas Owsianski, presidente e CEO do Grupo Volkswagen Argentina, participou do evento virtual.

O Volkswagen Taos é um novo modelo – após 10 anos – a sair da linha de produção da fábrica em Pacheco, somando-se assim à bem sucedida picape Amarok que é produzida lá.

“Para o Grupo Volkswagen Argentina é uma grande alegria iniciar a produção da Taos, um SUV fabricado na Argentina, que contribui para a geração da indústria automotiva nacional. Esse novo marco confirma a confiança da matriz em relação à Argentina e sua visão de que somos um player estratégico para o desenvolvimento de negócios na região”, disse Thomas Owsianski.

Exportação

O Taos é o primeiro SUV que a marca produz na Argentina e será exportado para toda a região. Este modelo contou com o investimento de US$ 650 milhões para o Centro Industrial de Pacheco, com o objetivo de modernizar a tecnologia e a infraestrutura de suas fábricas de produção, a implementação da nova plataforma global MQB A e uma nova fábrica de tintas com tecnologia exclusiva baseada em água no país que permite uma economia significativa de água e energia, além de seus baixos níveis de emissão de partículas (700 vezes abaixo do que a lei exige).

Com o Taos, a Volkswagen completará uma série de novos modelos como Nivus, T-Cross, Tiguan e Touareg, na América Latina sob a estratégia “Ofensiva SUV”. Com essa nova estratégia modular, a empresa garante a sustentabilidade do negócio no país, podendo incorporar mais modelos à fabricação local no futuro.

Esse investimento está alinhado com a estratégia do Grupo Volkswagen, que tem como um de seus principais objetivos aumentar a oferta de SUV do Grupo no mundo, juntamente com um processo de regionalização da marca Volkswagen, que visa estar mais próximo de seus clientes nos diferentes mercados a cada dia.

TECNOLOGIA: Este modelo contou com o investimento de US$ 650 milhões para o Centro Industrial de Pacheco.

Com esse importante marco, a empresa está muito perto de concluir o plano de investimentos anunciado pelo Grupo de mais de quase US$ 1 bilhão para a modernização de seus dois Centros Industriais na Argentina e a renovação de seus produtos, com foco claro na exportação.

Graças a isso, um salto tecnológico foi alcançado não só no nível do produto, mas também nos processos de produção das fábricas do Grupo Volkswagen Argentina para os próximos anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui