Concessionária flagra infrações nas rodovias

Postado dia 11/4/2011 | | 0 comentário

Com cerca de 35% das rodovias administradas pela concessionária VIAPAR monitoradas por 27 câmeras, o Centro de Controle e Operações (CCO) da empresa em Maringá acaba visualizando muitas situações relacionadas ao tráfego, envolvendo motoristas e também comunidades lindeiras. O trecho total possui 476 quilômetros de pistas que cortam as regiões norte, noroeste e oeste do Paraná.

São, geralmente, flagrantes de imprudência: condutores dirigindo na contramão ou em velocidade excessiva, motociclistas abusados, máquinas agrícolas no asfalto, além da perigosa presença de animais próximos à pista, movimentos suspeitos que são denunciados à polícia, focos de incêndio na faixa de domínio etc.

“Mas há também coisas inusitadas”, cita o coordenador do CCO, Gesivaldo Amâncio Primo. Entre elas, lembra ele, o insólito funeral de um cão, quedas de motociclistas e cenas de pessoas que, inadvertidamente, fazem necessidades sem perceber que estão perto das câmeras. As imagens das rodovias são acompanhadas diuturnamente por 12 colaboradores.

Há também histórias que permanecem na lembrança dos colaboradores. Uma delas envolvendo um casal do Estado de São Paulo que parou na unidade do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) de Mandaguari. O condutor entrou para utilizar o banheiro e deixou a esposa dormindo no banco de trás. Ao retornar, o homem pensou que a mulher ainda estivesse dormindo e prosseguiu viagem. Ela, no entanto, tinha acordado e ido também ao banheiro. O reencontro só foi acontecer algum tempo depois, graças a mobilização da concessionária, uma vez que o motorista não estava com seu aparelho celular ligado.

Serviço

Para quem vai viajar e gostaria de avaliar o fluxo de veículos e as condições do clima nos trechos, uma dica. As imagens das câmeras da VIAPAR podem ser acessadas pela internet em tempo real, pelo endereço www.viapar.com.br/page/cameras.asp.


Notícias Relacionadas


No tags for this post.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *