Concessionárias paulistas terão operação especial durante a Copa

Postado dia 12/6/2014 | Tags:, , , | 0 comentário

A ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) elaborou providências operacionais a serem adotadas pelas concessionárias neste período de Copa, que deverão ser implementadas nas rodovias sob concessão no Estado de São Paulo. Toda movimentação nas rodovias será fiscalizadas e regulada pela Agência em sua sede, em tempo real, em conjunto com o Centro de Controle da Copa (CICCR).

 As concessionárias farão o monitoramento dos deslocamentos das delegações pelas câmeras instaladas ao longo das rodovias, com imagens supervisionadas através de seus centros de controle operacional, complementadas com inspeções de tráfego que antecederão aos comboios.

 A segurança dos ônibus das delegações será realizado pela Polícia Federal, com batedores da Polícia Militar.

 Nas praças de pedágio as delegações passarão por cabines específicas para evitar transtornos no fluxo do tráfego nas praças de pedágio e garantir maior segurança para delegação, demais usuários e funcionários da Concessionária.

 Haverá reforço nas equipes das concessionárias em dias considerados críticos. Poderão ser disponibilizadas mensagens em inglês nos painéis de mensagens variáveis nas rodovias. Concessionárias utilizarão meios de comunicação e mídias sociais para informar usuários das rodovias durante os dias de jogos da Copa.

 Considerando que irá ocorrer intensa movimentação de delegações e de turistas (navios atracados no Porto de Santos) pelas Rodovias Anchieta e Imigrantes caberá à Ecovias atenção redobrada para as operações especiais de rotina, como Comboio, Comboio Interligação e inversão de pistas da Rodovia Anchieta, em especial no que diz respeito à pista norte da SP-150.

Caberá à Concessionária, se necessário com interveniência da Artesp, entendimento prévio com o DER no sentido de planejar, antecipando ou retardando, a circulação de cargas especiais nos dias críticos, a exemplo do que é feito nos períodos de fim de ano.

 O Plano de Gestão Integrada da Baixada continuará valendo e caberá à ARTESP e Ecovias a gestão com a administração portuária, terminais logísticos pátios reguladores e Polo Industrial de Cubatão no sentido de serem tomadas todas as precauções, e estabelecidas as necessárias contingências, com relação à manutenção do fluxo livre de veículos nas rodovias da malha concedida, em especial na Cônego Domênico Rangoni e Anchieta/Baixada.

A Artesp também estabeleceu entendimentos com a Dersa, empresa responsável pela operação das balsas Santos-Guarujá, no sentido de manter esta travessia como apoio em momentos de contingência à SP-055, Rodovia Cônego Domênico Rangoni.


Notícias Relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *