Estradas mineiras recebem R$ 275 milhões para recuperação e manutenção

Postado dia 19/8/2012 | | 0 comentário

O governador Antonio Anastasia autorizou, em Itabira, na Região Central do Estado, a implantação do Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária do Estado de Minas Gerais (ProMG), no âmbito da Coordenadoria Regional de Itabira do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). O contrato prevê a recuperação e manutenção de cerca de 940 quilômetros de rodovias e envolve investimentos de R$ 275 milhões, durante quatro anos.

“O ProMG é um sucesso absoluto nas cidades onde vem atuando. Do Sul de Minas, fomos ao Leste do Estado, Zona da Mata, Campos das Vertentes, Região Metropolitana. Autorizamos, esta semana, o primeiro trecho no Triângulo Mineiro, na região de Ituiutaba. Agora, na região Central, que se estende um pouco para o início dos vales do Norte do Estado, vamos continuar melhorando a infraestrutura. As empresas e os empregos vêm em razão de boas estradas, aeroportos, boa saúde, boa educação”, disse o governador.

Serão beneficiados diretamente 37 municípios: Cantagalo, Coluna, Dores de Guanhães, Guanhães, Paulistas, Peçanha, Sabinópolis, São João Evangelista, São José do Jacuri, São Pedro do Suaçuí, Senhora do Porto, Virginópolis, Virgolândia, Barão de Cocais, Bom Jesus do Amparo, Caeté, Carmésia, Catas Altas, Ferros, Itabira, Itambé do Mato Dentro, João Monlevade, Nova União, Passabém, Santa Bárbara, Santa Maria de Itabira, Santo Antônio do Rio Abaixo, São Gonçalo do Rio Abaixo, São Sebastião do Rio Preto, Taquaraçu de Minas, Água Boa, Angelândia, Aricanduva, Capelinha, José Raydan, Santa Maria do Suaçuí, São Sebastião do Maranhão.

O secretário de Estado de Transporte e Obras Públicas, Carlos Melles, informou ser este lote o mais extenso do ProMG. “Estamos chegando a 6.000 quilômetros em estradas nesse nível que vocês terão aqui nos próximos quatro anos. Estradas sinalizadas, recapeadas, com segurança e que fazem a diferença no desenvolvimento”, afirmou.

Para o secretário de Estado Extraordinário para Coordenação de Investimentos, Fuad Noman, a estrada é o grande instrumento que aproxima as pessoas, além propiciar o acesso à saúde, educação, cultura, comércio e para a atividade econômica, levando ao desenvolvimento. “Agora, vamos conservar e dar condições para que essas estradas possam ser usadas adequadamente, para que os serviços públicos possam chegar até a população e para que todos possam ter condições de viver em seus municípios”, disse.

ProMG já recuperou mais de 5,7 mil quilômetros

A malha rodoviária pavimentada de Minas tem 28,5 mil quilômetros de extensão, dos quais 20,3 mil quilômetros, cerca de 70%, estão sob responsabilidade estadual. Por meio do ProMG já foram celebrados contratos de manutenção contínua em 7.430 quilômetros de rodovias, dos quais já foram recuperados 5.779 quilômetros.

O ProMG é um dos mais modernos instrumentos de gestão de rodovias do Brasil e visa assegurar aos usuários condições satisfatórias de segurança e trafegabilidade. Uma das inovações trazidas pelo programa é o estabelecimento de padrões de desempenho a serem obedecidos pela empresa contratada durante o período de vigência do contrato. Por meio desses padrões, são determinados indicadores, prazos para as correções e penalidades em caso de descumprimento das metas estabelecidas.

Para este ano, a meta do ProMG é recuperar 580 quilômetros, totalizando 6.010 quilômetros desde o início do programa. Serão executados, dependendo da necessidade de cada trecho, recapeamento, reperfilamento, sinalizações, limpeza e caiação dos dispositivos de drenagem superficial, recuperação ambiental e construção de praças de pesagem. Onze das 40 coordenadorias regionais do DER/MG – Belo Horizonte, Barbacena, Ubá, Varginha, Oliveira, Ponte Nova, Formiga, Passos, Juiz de Fora, Ituiutaba e Itabira estão sob o regime de manutenção permanente.

Caminhos de Minas começa este ano

No último dia 06 de agosto, o governador Anastasia anunciou o início de obras do programa Caminhos de Minas em quatro trechos e a abertura de licitação de obras para 56 trechos. As obras já foram iniciadas em três trechos. Serão investidos R$ 3,2 bilhões nestas 63 obras. Foi anunciada também a licitação para elaboração de projetos executivos em dez trechos, com investimentos de R$ 12 milhões. Nesta etapa, serão pavimentados 1.955,6 quilômetros de rodovias, beneficiando diretamente 107 municípios e quatro milhões de mineiros. Na região Central, serão 25 trechos, com cerca de 670 quilômetros de asfaltamento e investimentos previstos de R$ 1,3 bilhão.

O Caminhos de Minas visa ampliar e melhorar a infraestrutura logística dos municípios e regiões, e possibilitar maior integração entre as regiões, ao encurtar distâncias e diminuir custos de transporte, com reflexo direto no desempenho da economia mineira. É o maior programa rodoviário na história de Minas, envolvendo a implantação de 7.775,3 novos quilômetros de rodovias, distribuídos por 234 trechos, beneficiando diretamente 303 municípios e 7,3 milhões de mineiros.

Anastasia defende revisão dos royalties

Em seu pronunciamento, Anastasia defendeu a revisão dos royalties do minério e falou sobre a importância da campanha “Minério com mais Justiça”.

“Temos, nas empresas mineradoras grandes parceiras do desenvolvimento, mas não podemos negar que há uma necessidade de revisão dos valores dos royalties, que hoje é um valor pequeno especialmente em face do que se paga ao petróleo. Sendo que os impactos da mineração são muitos maiores do que os do petróleo. Esse dinheiro dos royalties é destinado para fazer a infraestrutura alternativa para termos, no futuro, quando o minério se exaurir, outras fontes de renda e de desenvolvimento”, afirmou o governador.




Notícias Relacionadas


No tags for this post.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *