Um grave acidente envolvendo um ônibus e um caminhão na noite desta segunda-feira,dia 27, na Rodovia Leônidas Pacheco Ferreira,no km 368 na SP-304, no município de Ibitinga, deixou 11 mortos, sendo três professores e oito alunos adolescentes entre 15 e 17 anos. As primeiras informações são de que há 16 feridos graves e 14 leves.

Segundo as primeiras informações, um ônibus locado da empresa Jabotur, placas CZB 0664, de Jaboticabal (SP), com cerca de 40 passageiros, sendo todos estudantes da cidade de Borborema (SP), retornavam da capital paulista após visita ao Memorial da América Latina. O ônibus partiu de São Paulo em comboio, com outros dois ônibus, e  por volta das 23h30min o veículo colidiu com um caminhão-tanque, placas BWC 8794, de Novo Horizonte (SP), carregado com óleo vegetal.  Segundo apurado pelo Estradas.com.br, o caminhão tanque estaria com o certificado de verificação do cronotacógrafo vencido desde de agosto deste ano e não poderia estar circulando. Para confirmar a irregularidade basta digitar a placaBWC 8794  no link do Inmetro: http://cronotacografo.inmetro.rs.gov.br/certificados/consultar   .

O cronotacógrafo é uma espécie de caixa-preta dos veículos de transporte de carga e passageiros e permite identificar a velocidade praticada, distância percorrida e tempo de direção do motorista. O cronotacógrafo do ônibus está regularizado.

As primeiras informações são de que o caminhão tanque teria invadido a faixa contrária e o motorista do ônibus puxou o ônibus para a esquerda tentando desviar do caminhão, mas não conseguiu tirar totalmente o ônibus e o caminhão tanque colidiu com a lateral direita do ônibus, portanto, na lateral que normalmente teria menos possibilidade de sofrer uma colisão. Os primeiros indícios são de que o motorista possa ter cochilado ao volante. O trecho está em obras com sinalização de limite de velocidade de 60km/h.

O impacto foi tão forte, que a lateral do ônibus foi totalmente arrancada e os estudantes que estavam do lado direito do veículo foram arremessados para fora totalizando 11 vítimas fatais.

Após a colisão, o caminhão tanque pegou fogo. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conteve o incêndio até o início da madrugada.

Unidades do SAMU, Ambulâncias de Ibitinga e Borborema, além das Polícias Militar e Rodoviária estiveram no local para o atendimento às vítimas.

O motorista do caminhão sofreu ferimentos na perna e seu estado é grave. Já o motorista do ônibus sofreu ferimentos leves e foi liberado ainda esta manhã. Demais estudantes que estavam no interior do ônibus, cerca de 30, foram socorridos e encaminhados para o Pronto Socorro local e de Borborema.

Dentre as vítimas fatais,  07 jovens de 15 a 17 anos e 03 professoras que acompanhavam os alunos na viagem.

MAIS UMA VÍTIMA

No início da manhã desta terça-feira, um corpo cabonizado foi encontrado nas ferragens do caminhão-tanque. Peritos do Instituto Criminalística de Araraquara retornaram no local para identificação da vítima, que ainda não se sabe se é do sexo masculino ou feminino. Descartou-se a possibilidade de ser um dos estudantes.

RELATOS

Num trabalho intenso sendo realizado pelas unidades de resgate, o PM Bombeiro Barella, relatou ao Portal Ternura FM 99,3 que ao chegar no local do acidente, encontrou vários corpos mutilados jogados pelo chão e algumas vítimas presas nas ferragens do ônibus. “Foi uma das cenas mais horríveis e tristes que ja ví” disse o bombeiro. Aparentemente vários passageiros estavam sem cinto de segurança.

Barella trabalhou com os demais colegas no resgate das vítimas, dentre elas, o motorista do caminhão, que foi encontrado às margens da rodovia, e estava desorientado e com uma fratura no fêmur da perna esquerda. Após socorrê-lo,  o motorista foi encaminhado ao Pronto Socorro de Ibitinga. Dentro do ônibus, soldados do Corpo de Bombeiros trabalhavam para socorrer as vítimas que estavam presas nas ferragens, sendo a maioria na parte traseira do veículo e sem ferimentos graves. Por outro lado, jogadas no  asfalto, pelo menos 10 pessoas encontravam-se sem vida e mutiladas, sendo todos estudantes com idade média de 16 anos. Dentre os corpos, uma professora que acompanhava os alunos.

Com o impacto, o caminhão que transportava óleo vegetal pegou fogo que se espalhou pela mata às margens da rodovia. Antes que as chamas alcançassem o ônibus, o mesmo foi contido por volta da 1:00h da manhã desta terça-feira.

Segundo informações de parentes das vítimas, os alunos eram da Escola Estadual Dom Gastão Liberal Pinto, localizada no Jardim Primavera de Borborema. A viagem até São Paulo foi composta por três ônibus que seguiam juntos no retorno da viagem.

REVOGAÇÃO DA LEI DO DESCANSO DOS MOTORISTAS PROFISSIONAIS PODE SER VOTADA HOJE

O grave acidente ocorre em mais um dia de expectativa da revogação da Lei do Descanso dos Motoristas Profissionais na Câmara dos Deputados em Brasília, que será substituído por projeto que atende aos interesses dos embarcadores, algumas empresas  de transportes e parcela dos caminhoneiros autônomos. A novo projeto de lei aumenta o tempo de direção contínua e reduz o descanso entre jornadas de 11h para 8h. Na avaliação do Coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Rizzotto, é mais um alerta das estradas para os parlamentares e para a Presidente Dilma. “Embora ainda seja muito cedo para qualquer conclusão sobre as causas dos acidente, há indícios de que o cansaço possa ter contribuído e, infelizmente, a tentativa da revogação da Lei do Descanso, já está contribuindo para aumentar os acidentes com motoristas profissionais e vai matar ainda mais gente caso os parlamentares consigam revogar a Lei12.619/12 e a Presidenta Dilma Roussef sancione o novo projeto. O que aliás é tido como certo pelos parlamentares da batizada pelas entidades de vítimas de trânsito “Bancada da Morte”” , esclarece Rizzotto.

O projeto de revogação da Lei 12.619/12 está como 1º item da pauta de hoje para ser votado em regime de urgência.

Fonte: Portal Ternura FM 99,3 e Estradas.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui