A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizaram em conjunto, entre os dias 01/12 e 07/12, a Operação Coiote, deflagrada em âmbito nacional, para combater o transporte clandestino interestadual de passageiros.

A operação é uma continuidade do trabalho conjunto desenvolvido entre a ANTT e PRF, ao longo do ano, no combate ao transporte clandestino interestadual remunerado de passageiros e na fiscalização ao transporte regular fretado e permissionado.

A operação foi executada tendo em vista a proximidade das festas de final de ano, em decorrência do aumento na procura tanto do transporte irregular (clandestino), quanto no permissionado (linhas regulares) e autorizatário (fretado).

Além do combate ao transporte clandestino, a operação buscou também informar aos usuários desse transporte sobre os riscos e a falta de segurança que ele oferece.

Nessas ações foram realizadas as autuações e apreensões de veículos que trafegavam fora das normas de segurança e que não estavam de acordo com as exigências quanto à qualidade da prestação do serviço, com segurança conforto aos usuários.  Embora a ANTT não tenha prestado informações sobre a situação do cronotacógrafo, o www.estradas.com.br identificou, pelas fotos enviadas pela Ascom da ANTT várias vans com situação irregular, que sequer realizaram a certificação do equipamento, conforme determina o CTB e Inmetro. ( Veja como é simples fiscalizar: http://estradas.com.br/saiba-como-verificar-se-um-onibus-ou-caminhao-esta-com-o-tacografo-regular/ )

A operação foi distribuída nos cinco principais eixos de atuação do operadores de transporte clandestino no país, nos estados de Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Bahia e Tocantins.

As barreiras foram instaladas nas cidades de Posse/GO, Igarapava/SP, Montes Claros/MG, Vitória da Conquista/BA e Guaraí/TO. Estiveram envolvidos nessa operação 93 servidores, entre Fiscais da ANTT e Policiais Rodoviários Federais, com a utilização de 60 viaturas. (fotos anexas)

Após conclusão dos trabalhos o resultado da operação foi seguinte:

495 – Veículos que realizavam transporte interestadual de passageiros fiscalizados;

093 – Veículos apreendidos por realizar o transporte interestadual clandestino de passageiros;

282 – Autos de Transporte de passageiros (ANTT e PRF);

542 – Veículos de carga e passeio fiscalizados (ANTT e PRF);

235 – Autos de infração pelo Código de Trânsito Brasileiro – CTB (PRF);

052 – Autos de infração de transporte de carga (ANTT e PRF);

056 – Documentos recolhidos – CRLV e CNH – (PRF);

538 – Pessoas fiscalizadas (PRF)Ascom/ANTT e Estradas.com.br

 

Fonte:

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui