CONTROLE DE PESO: Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina começa a fiscalizar o peso em caminhões, a partir da próxima semana, em vários pontos das rodovias estaduais catarinenses. Fotos: Divulgação/PMRv/SC

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária  (PMRv), equipamentos servem para coibir o excesso de peso de caminhões e carretas

A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Santa Catarina colocará em operação quatro balanças móveis que serão utilizadas em vários pontos estratégicos das rodovias catarinenses para coibir o excesso de peso em veículos comerciais.
De acordo com a PMRv, os equipamentos foram adquiridos com recursos da Secretaria de Infraestrutura do estado e na próxima semana já estarão em operação nas rodovias catarinenses.
Ainda segundo a Corporação, o excesso de peso é o maior causador da degradação da capa asfáltica das rodovias. Além disso, constitui um risco aos condutores, já que o veículo que ultrapassa os limites de carga pode ter perda de freios, tombamento lateral, além de outros acidentes que colocam em risco não só o condutor do veículo, mas todos os outros usuários das rodovias.
TREINAMENTO: Depois do treinamento em sala de aula, os policiais foram a campo testar os novos equipamentos.

Início da fiscalização

Na quinta-feira (12), os policiais iniciaram o treinamento em sala de aula, e, na sexta-feira (13), tiveram o treinamento prático. Na SC-401 os caminhões foram  abordados durante 1 hora e 30 minutos de operação para treinamento. Nesse período, 11 caminhões foram parados. Destes, 8 foram autuados resultando em mais de 32 toneladas de peso extra que eram transportados irregularmente.
Uma das balanças ficará na Serra do Rio do Rastro; outra será colocada na Serra Dona Francisca, e as outras outras irão atender à região Oeste e ao Litoral, em pontos diversos, conforme programação operacional do Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv).
CONTROLE RÍGIDO: Coibir o excesso de peso é preservar o pavimento e, ainda mais importante, é salvar vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui