PRESO: A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 449 quilos de maconha na manhã de sábado (5) em Luís Eduardo Magalhães, no oeste baiano. A droga era transportada em um Renault Logan, abordado na BR-020. Um casal foi preso em flagrante pelos crimes de tráfico e associação ao tráfico. Foto: Divulgação

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), apreensão da droga causou um prejuízo de R$ 450 mil reais ao crime organizado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 449 quilos de maconha na manhã de sábado (5) em Luís Eduardo Magalhães, no oeste baiano. A droga era transportada em um Renault Logan, abordado na BR-020. Um casal foi preso em flagrante pelos crimes de tráfico e associação ao tráfico.

De acordo com a PRF, passava das 9h, quando ois agentes abordaram o Logan, com 02 ocupantes. Ao solicitar documentação do motorista e passageira do veículo, os policiais perceberam que o condutor aparentava nervosismo.

Ainda de acordo com a PRF, desconfiados, os policiais decidiram fazer uma busca no automóvel. Ao vistoriar o interior do veículo, a equipe encontrou dezenas de tabletes de maconha, correspondente a 449 quilos da droga, causando um prejuízo de 450 mil reais ao crime organizado. Os tabletes estavam na região do banco traseiro e no porta-malas do carro.

Segundo a PRF, o motorista, de 34 anos, disse que saiu de Sorocaba (SP) e que pretendia entregar a droga em Luís Eduardo Magalhães. Ele relatou também que ganharia R$ 2.500 mil pelo serviço. Já a mulher de apenas 22 anos relatou que receberia R$ 5 mil. O casal disse que o carro seria deixado no pátio externo de um posto de combustível com a chave na ignição.

De acordo com a PRF, diante disso, o casal foi preso em flagrante delito por tráfico de drogas (art. 33) e associação ao tráfico (art. 35), ambos previstos na Lei 11.343/2006. Os presos foram apresentados à autoridade policial de plantão da Delegacia de Polícia Civil, para formalização dos procedimentos cabíveis.

A PRF segue no propósito de desarticular a logística e enfraquecer o crime organizado.

Fonte: PRF/BA

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui