O terreno para construção da nova rodoviária de Belo Horizonte começa a ser demarcado no Bairro São Gabriel, na Região Nordeste. A prefeitura obteve permissão para adquirir imóveis pertencentes à União e também particulares. De acordo com a edição de ontem do Diário Oficial do Município (DOM), a área começa no ponto de encontro dos alinhamentos do Anel Rodoviário (do lado direito, para quem trafega no sentido Vitória (ES)-Belo Horizonte) e o muro divisório da linha do metrô, seguindo pela faixa de domínio da rede ferroviária, Rua Jacuí, até a borda da plataforma da Rua Ribeirão do Onça.

De acordo com o secretário municipal adjunto de gestão administrativa, Hiperides Dutra de Araújo Ateniense, três ou quatro propriedades privadas serão desapropriadas. Além disso, há dois aglomerados em lotes da União e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). “Os terrenos que pertenceram à antiga Rede Ferroviária Federal, por força de lei, têm que ser adquiridos pelo município e estamos começando a tomar as primeiras providências”, disse Hiperides. O secretário disse que ainda não há valores estipulados para a compra de cerca de 5 mil metros quadrados.

O processo deve ser concluído até março. O terreno analisado fica ao lado da Estação BHBus São Gabriel. “A localização é privilegiada para sua finalidade. A pessoa chega à rodoviária e já toma o metrô, desafogando o trânsito de veículos na região central da cidade. Se a pessoa quiser ir para o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, o acesso também é privilegiado pela Linha Verde”, disse Hiperides. “A construção é outro assunto, pois depende da licitação que está em curso”, disse.

CENTRO DE CONVENÇÃO
Ele confirmou que o prefeito Marcio Lacerda determinou a alienação de imóvel destinado à construção do Centro de Convenções Público. De acordo com o secretário Hiperides, o terreno havia sido desapropriado quase em frente ao Hotel Ouro Minas. No entanto, o município precisava e conseguiu autorização do Legislativo para desenvolver o projeto de concessão. O Centro de Convenções deve ficar pronto antes da Copa de 2014, conforme o secretário. “Por enquanto, tudo é projeto e ainda haverá licitação”, disse o secretário.

TRANSPORTE
Na quinta, a prefeitura havia autorizado a publicação dos editais para construção de estações de integração do transporte coletivo nas regiões da Pampulha e Noroeste, cujo maior objetivo é atender a demanda a partir da implantação do BRT (sigla em inglês para transporte rápido por ônibus). Pela primeira estação, passariam cerca de 11 mil passageiros no horário de pico. Pela segunda, 5,5 mil. A estimativa é de que se abra a licitação no fim de fevereiro e que as obras comecem até junho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui