A concentração do poder no setor de concessão de rodovia está claramente caracterizado no grupo CCR. Segundo a assessoria do grupo, são esperados 3,45 milhões de veículos trafegando apenas nas rodovias pedagiadas administradas pelo grupo. Não há nenhuma informação de qual o faturamento previsto num período como esse. São 3.265 quilômetros de rodovias administradas pelas concessionárias do Grupo CCR nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Mato Grosso do Sul. A movimentação nas rodovias administradas pelo Grupo CCR leva em consideração o fluxo estimado pelas concessionárias do grupo CCR :AutoBAn, MSVia, NovaDutra, SPVias, RodoNorte, ViaOeste e ViaLagos. A empresa perdeu este ano administração da Ponte Rio Niterói, outra fonte importante de faturamento. Mas tem adquirido concessões como foi o caso da Via Oeste em São Paulo, que administra a Castello Branco, uma das rodovias mais importantes que sai da capital paulista. Além disso, passou a controlar também a SPVias, que opera no interior de São Paulo.
Apesar de administrar trechos como a Dutra, onde é cobrado um dos pedágios mais caros do país, obras fundamentais previstas em contrato, como a descida da Serra das Araras na Dutra no trecho do Rio de Janeiro, ainda correm o risco de não serem executadas ao longo de 25 anos de contrato. Enquanto isso a concessionária fatura no pedágio cobrando caro na rodovia mais importante do país que ainda tem trechos precários, sem sequer acostamento, como é possível ver na foto.
Carretas Dutra Serra das Araras
Previsão de tráfego
 A Rodovia Presidente Dutra, principal ligação entre São Paulo e Rio de Janeiro, deve receber 1,03 milhão de veículos entre a saída para o feriado, na sexta-feira (30), e a volta, na segunda (2), estima a CCR NovaDutra.
 Já o Sistema Anhanguera-Bandeirantes, em São Paulo, deve registrar 715 mil veículos durante o mesmo período, entre a saída e a chegada à capital, segundo informações da CCR AutoBAn.
Também em São Paulo, a CCR ViaOeste espera 540 mil automóveis no Sistema Castello-Raposo.
Já a CCR SPVias prevê movimentação de 492 mil veículos nos trechos que administra das rodovias Castello Branco, Raposo Tavares, João Mellão, Antonio Romano Schincariol, Francisco da Silva Pontes e Francisco Alves Negrão, no interior paulista.
No Estado do Rio de Janeiro, a CCR ViaLagos estima que 167 mil veículos passem pela RJ-124, rodovia que faz a ligação da cidade do Rio com a Região dos Lagos, um importante polo turístico. A operação da concessionária, porém, iniciou-se nesta quinta-feira (29), já que na sexta (30) é ponto facultativo no Estado em razão do Dia do Servidor Público.
No Paraná, a CCR RodoNorte projeta que 306 mil veículos circulem pelas BR-277 e BR-376 (ligação entre Curitiba e as principais cidades no norte do Paraná) e pela PR-151 (ligação Ponta Grossa-São Paulo). O volume é, em média, 25% maior do que o fluxo normal. O levantamento do setor de Planejamento de Tráfego da concessionária leva em consideração o movimento entre a sexta-feira e a terça-feira. A CCR RodoNorte também informa que, mesmo durante o feriado, a empresa manterá obras de duplicação da Rodovia do Café (BR-376), sem interferências no tráfego.
Na BR-163, em Mato Grosso do Sul, a CCR MSVia, que já duplicou 90 quilômetros da rodovia, aguarda circulação de 204 mil veículos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui