RIBANCEIRA: Ônibus da Imetame cai em ribanceira no Km 177 da MG-129, em Ouro Preto (MG) e mata ao menos duas pessoas e deixa outras 22 ferida, de acordo com a PMRv de MG. Fotos: Divulgação/PMRv-MG

De acordo com Polícia Militar Rodoviária (PMRv), ocorrência foi registrada por volta das 7h, desta segunda-feira (8); coletivo transportava funcionários da empresa Gerdau

Um ônibus da empresa capixaba Imetame, que transportava funcionários da Gerdau, caiu por volta de 7h desta segunda-feira (8) numa ribanceira na altura do Km 177 da MG-129, próximo ao trevo de Santa Rita, em Ouro Preto (MG), deixando ao menos dois mortos e 20 feridos, sendo quatro em estado grave, de acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv).

Ainda de acordo com a PMRv, o coletivo transportava 22 pessoas, conforme a lista da empresa Gerdau. As equipes dos bombeiros e da PMRv estão no local na busca de mais pessoas (possíveis caroneiros).

Acionamento

Segundo a PMRv, os bombeiros foram acionados para um grave sinistro (acidente) envolvendo um ônibus que havia caído numa ribanceira. A princípio a informação dava conta de 28 pessoas, mas depois foi confirmada 22. Diante disso, há duas pessoas mortas, que foram ejetadas do ônibus, e 20 feridos.

Ainda de acordo com os policiais, um dos feridos, um homem de 50 anos, precisou ser entubado e foi levado ao Hospital João XXIII. As outras vítimas foram encaminhadas por viaturas dos Bombeiros, Samu e ambulâncias locais ao Hospital Santa Casa de Ouro Preto e UPA de Ouro Preto.

Funcionários da Gerdau

De acordo com a PMRv, o ônibus prestava serviço de transporte de funcionários da empresa Gerdau. O número de vítimas foi confirmado pela lista de passageiros cedida aos Bombeiros. A Polícia Civil irá apurar as causas do sinistro.

O que diz a empresa de ônibus

Em nota, a empresa do ônibus Imetame informou:

É com muito pesar que o ônibus que saiu de Aracruz (ES) com funcionários que prestariam prestar serviço em Ouro Branco, na Região Central de Minas Gerais, envolveu-se em um acidentes. A direção da empresa viajou para o local do acidente para prestar assistência aos colaboradores.

Havia 22 colaboradores no ônibus, dos quais dois morreram. Uma equipe foi deslocada às casas desses trabalhadores para prestar apoio“.

stradas manteve contato com a empresa Imetame para saber mais detalhes sobre o veículo, bem como o motorista. Assim como contatou a ANTT para se pronunciar. A metame informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que “não realizou qualquer investigação acerca do ocorrido até o momento, pois o foco está totalmente voltado a atender aos colaboradores e seus familiares”.

Já a ANTT, também por meio de sua assessoria de imprensa, esclareceu que o ônibus que não é remunerado e faz o transporte de funcionários da empresa, portanto, não se trata de transporte clandestino nem tampouco precisa de autorização.

(*) Matéria atualizada às 14h30 com as respostas da Imetame e ANTT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui