MAIS SEGURANÇA: O Dnit entregou nesta segunda-feira (16), as obras do trecho de acesso a Boa Vista, na BR-401, no município de Cantá, em Roraima, após conclusão dos serviços de duplicação, restauração e implantação de acostamentos, garantindo mais segurança aos usuários. Foto: Divulgação/Dnit

De acordo com o empreendimento aumenta a segurança viária, além de proporcionar maior fluidez no escoamento da produção de grãos na região

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), entregou nesta segunda-feira (16), as obras do trecho de acesso a Boa Vista, na BR-401, no município de Cantá, em Roraima, após conclusão dos serviços de duplicação, restauração e implantação de acostamentos.

De acordo com a Autarquia, foram implantados 9 quilômetros de pista dupla ao longo da rodovia federal. Além disso, foram realizados serviços de terraplenagem, drenagem de obras de arte correntes, obras complementares, pavimentação e instalação de dispositivos de segurança, entre os municípios de Boa Vista e Cantá.

Ainda de acordo com o Dnit, o empreendimento vai aumentar a segurança viária, além de proporcionar maior fluidez no escoamento da produção de grãos na região.

80% concluídas

Em Roraima, a Autarquia já entregou mais de 80% das obras de contenções na BR-174, além de mais de 10 quilômetros de pavimento restaurado. Também foram executados serviços de estabilização de encostas desde o km 699 até o km 715. Esse trecho da rodovia federal liga a capital do estado – Boa Vista, à cidade de Pacaraima, na fronteira com a Venezuela e é considerada um dos principais corredores logísticos do país.

Obras na BR-432

Além das melhorias na BR-401, o Dnit também atuou nas obras da BR-432. Durante o ano de 2021, foram entregues pelo Exército brasileiro a sinalização horizontal dos 5 quilômetros iniciais da implantação desse lote, além do início da construção dos 7,7 quilômetros finais da implantação desse segmento rodoviário (km 167,6 ao km 180,3). No lote 1, já foram entregues 18 quilômetros de pavimentação de um total de 36 quilômetros (km 0,20 ao km 36,93). A obra vai diminuir o percurso de viagem entre Boa Vista e Manaus, no Amazonas, contribuindo para o escoamento da produção e o desenvolvimento econômico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui