De acordo com Comando Rodoviário do Rio Grande do Sul, o excesso de velocidade é a infração mais frequente. Foto: Divulgação

Este tipo de multa aumentou 130%, na comparação com o mesmo período do ano anterior

De acordo com um levantamento feito pelo Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), do Rio Grande do Sul, o excesso de velocidade nas estradas do litoral gaúcho é a infração de trânsito mais flagrada em 75 dias da Operação Golfinho.

Segundo o relatório, foram geradas 28.297 multas nas rodovias estaduais com esse tipo de infração – o número representa um aumento de 130% em comparação com o mesmo período da temporada anterior, que teve 12.263 registros. Se atualmente são 377 multas diárias, na Operação Golfinho anterior, eram 163.

A fiscalização rigorosa, que continua durante o feriadão de Carnaval, também flagrou vários motoristas sem cinto de segurança e não usando o farol baixo nos veículos.

Os dados do levantamento são de 15 de dezembro de 2018 a 27 de fevereiro de 2019. Em média, ocorreram 726 multas por dia na região. Ao todo, 54.469 ocorrências.

O CRBM, que mantém fiscalização reforçada durante o Carnaval, pretende divulgar novos dados sobre o período de festas após a Quarta-Feira de Cinzas.

O CRBM atribui ao uso de novos equipamentos tecnológicos (entre outros, 20 medidores de velocidade tipo monóculo, 40 tablets e 40 impressoras que compõem um talonário eletrônico) e ao grande movimento em feriados mais prolongados o fato de ter aumentado os flagrantes de velocidade acima do limite permitido.

Somente até o final da manhã de sábado (2), cerca de 150 mil veículos ingressaram no litoral gaúcho pelas vias estaduais.

Por outro lado, enfatiza que a imprudência tem sido uma constante nas rodovias, fato que agora está sendo mais detectado devido a radares cada vez mais apurados e portáteis.

Se o excesso de velocidade foi a infração mais flagrada pelos policiais (gerando até sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação – CNH), o não uso do farol (até quatro pontos) e também a falta do uso do cinto de segurança pelos motoristas (até cinco pontos na CNH), são, nesta ordem, as irregularidades que aparecem em maior número logo em seguida.

Conduzir um automóvel sem licenciamento (até sete pontos) e o não uso do cinto pelos passageiros (cinco pontos na carteira) também foram alvo de várias multas nas estradas estaduais do Litoral.

O CRBM flagrou 1.045 condutores não usando o farol, 577 sem cinto, outros 520 dirigindo carros sem licenciamento e 472 veículos que tinham passageiros sem cinto de segurança.

Veja os números de multas

  • Excesso de velocidade: 28.297 (neste verão) e 12.263 (verão passado)
  • Não uso do farol: 6.318 (neste verão) e 1.045(verão passado)
  • Não uso do cinto pelo motorista: 5.975 (neste verão) e 577 (verão passado)
  • Não uso do cinto pelos passageiros: 2.080 (neste verão) e 472 (verão passado)
  • Dirigir veículo sem licenciamento: 1.920 (neste verão) e 520 (verão passado)

Fonte: Gaúcha ZH

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui