O recesso da Proclamação da República transcorre com violência nas estradas mineiras, com registro de pelo menos 12 mortos até o começo da noite de ontem. No mais grave acidente, em Corinto, Região Central do estado, cinco pessoas morreram e nove ficaram feridas na batida entre dois carros. Além dos engarrafamentos causados por acidentes, motoristas que seguiram para o litoral do Espírito Santo, pela BR-381, tiveram que ter paciência, pois a fila de veículos chegou a seis quilômetros pela manhã. Houve também fechamento de vias por protestos e obras, o que dificultou ainda mais a saída de Belo Horizonte.

À tarde, no km 571 da BR-135, em Corinto, o motorista de um Fiat Palio perdeu o controle do carro e bateu de frente em uma Kombi. Quatro pessoas morreram no local e 10 foram socorridas com ferimentos, porém uma mulher não resistiu. De acordo com o sargento André Ricardo de Almeida, da equipe da Polícia Militar que chegou primeiro ao local, a cena foi de muita destruição. “Os dois carros bateram de frente e o Palio praticamente entrou na Kombi”, contou o militar.

Uma caminhonete ainda atingiu a traseira da Kombi depois da primeira batida, mas não houve feridos na segunda ocorrência. O Palio seguia no sentido Belo Horizonte e, segundo testemunhas, ficou descontrolado na pista, atingindo a Kombi que viajava do interior de São Paulo para o Norte de Minas. Três pessoas que estavam no Fiat morreram na hora e outras duas ficaram feridas.

Quando o acelerador vira arma

Na Kombi, segundo Almeida, um ocupante morreu no local e outros oito tiveram ferimentos. As vítimas chegaram a ser atendidas em Corinto, mas foram transferidas para Curvelo. Uma criança de 2 anos, em estado grave, foi levada para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. O trânsito ficou totalmente fechado na BR-135 por cerca de duas horas. Na mesma região do estado, em Inimutaba, uma ciclista foi atropelada e morta por um caminhão no km 538 da BR-259.

GADO

Duas mortes envolvendo motocicletas foram registradas em rodovias. Em Oliveira Fortes, na Zona da Mata, um motociclista de 54 anos bateu em um dos 20 bois que cruzavam a pista da MG-452, no começo da manhã, e morreu. O garupa teve ferimentos leves. Na MG-460, em Lambari, no Sul, Luiz Carlos da Silva, de 52, morreu ao invadir a contramão com a moto e bater em um carro. Testemunhas contaram que o motociclista fez uma ultrapassagem proibida. Quatro ocupantes do carro tiveram ferimentos leves.

Na BR-040, no km 465, em Nova Lima, na Grande BH, um homem morreu e quatro pessoas ficaram feridas na batida entre um Gol e um Polo. O acidente ocorreu de madrugada e o trânsito na rodovia ficou complicado. Ainda na madrugada, um casal morreu na queda de uma caminhonete em uma ribanceira, no km 18 da MG-444, em Capetinga, no Sul do estado. De acordo com a polícia, Manoel Teixeira Pires, de 56 anos, e Ana Claudia Del Bianco, de 44, morreram no local.

Em Leopoldina, na Zona da Mata, militares dos bombeiros fizeram buscas por um carro que caiu no Rio Pomba, na BR-116. Segundo a corporação, um caminhoneiro que passava pelo local viu o acidente e ligou para a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Não havia informações sobre quantas pessoas estavam no carro, mas no início da noite um corpo havia sido encontrado.

FONTE: EM

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui