BALANÇO DO 7 DE SETEMBRO: Enquanto o número de acidentes e mortes caiu, o de multas por excesso de velocidade aumentou, chegando a quase 27 mil multas. Foto: Divulgação

De acordo com o Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv), redução de mortes foi de 22,22%, em comparação com o mesmo período de 2018

As rodovias estaduais do Estado de São Paulo tiveram redução de 21,25% no total de acidentes e 22,22% no número de mortes, durante o feriado prolongado de 7 de Setembro (Independência do Brasil), de acordo com o levantamento da Polícia Militar Rodoviária (PMRv).

Ainda de acordo com a PMRv, entre 0h de sexta-feira (4) e 24h de terça-feira (7), a Operação “Independência do Brasil 2020”, implantada na malha viária paulista, foram registrados 630 acidentes com 356 vítimas leves, 80 feridos graves e 21 mortes.

Segundo a Corporação, a comparação com 2018 se deve ao fato de ter a mesma quantidade de dias (quatro) em relação a 2020. Na Operação de 2019, o feriado caiu num sábado.

Veja no quadro a comparação entre 2018 e 2020

  2018 2020 Diferença (%)
Vítimas Leves 351 356 +1,42%
Vítimas graves 96 80 -16,67%
Mortes 27 21 -22,22%
Total geral de acidentes 800 630 -21,25%

 

Embora tenha havido redução de -21,25% no número total de acidentes de trânsito, cabe ressaltar que a maioria dos acidentes poderiam ter sido evitados, pois em grande parte dos casos, a causa desses sinistros continuam relacionados à imprudência, negligência ou imperícia dos condutores ou pedestres, bem como o desrespeito às sinalizações, sendo que das 21 vítimas fatais, 06 morreram em capotamentos, o que corresponde a 28,57% do total de mortos e 5 foram pedestres (atropelamentos).

Outras ocorrências

De acordo com a PMRv, a Operação Independência 2020 também registrou 101.204 autuações no período do feriado, sendo:

26.031 por excesso de velocidade

8.267 por não utilização de cinto de segurança e outros dispositivos de retenção

2.357 por ultrapassagens pela contramão de direção

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui