O governo do gaúcho pretende  ampliar em cerca de mil quilômetros o total de rodovias gaúchas leiloadas no programa de concessões federais. A intenção é acrescentar um novo trecho da BR-386 no lote de concessões definido pelo Ministério dos Transportes, além de incluir em breve outros três conjuntos de estradas. Para isso é necessário iniciar os estudos pertinentes e o assunto já está sendo debatido com o Ministério dos Transportes.

Confirmadas as concessões o Rio Grande do Sul poderá ter 1,6 mil quilômetros de rodovias pedagiadas e administradas por empresas privadas. O assunto foi tema da reunião realizada esta semana em Brasília com representantes do governo gaúcho e o Ministério dos Transportes.

O esforço inicial é incluir a BR-386 entre Carazinho e Iraí no lote confirmado pelo governo federal. A União reuniu quatro rodovias e suas respectivas obras em um único contrato. Os trechos incluem as BRs 386 (duplicação até Carazinho), BR-116 (duplicação entre Porto Alegre e Camaquã), BR-101 (conservação entre Osório e Torres) e BR-290 (conservação da Freeway, cuja atual concessão vence em 2017).

Com a previsão inicial de 581 quilômetros de extensão, o bloco concedido ganharia outros 170 se a proposta do governo gaúcho for aceita. A expectativa é que o leilão ocorra em 2016.

O primeiro teria a BR-290 da Região Metropolitana até o trevo para São Sepé, o segundo a BR-470 de São Jerônimo até Santa Catarina, e o terceiro seria um corredor entre o Estado vizinho e Porto Alegre, passando pela Serra, com trechos da BR-116, ERS-122 e BR-448.

As propostas do governo gaúcho para o Ministério dos Transportes:

— BR-101, entre Osório e Torres
— BR-116, entre Porto Alegre e Camaquã
— BR-290, no trecho da Freeway
— BR-386, de Canoas até Carazinho
— BR-386, de Carazinho até a divisa com Santa Catarina (trecho que seria incluído no bloco de concessões federais com estudos em andamento. O pacote saltaria de 581 para 750 quilômetros)

Iniciar os estudos para leiloar mais três lotes de rodovias:

— Bloco 1: BR-290, da Região Metropolitana até o trevo de São Sepé (220 quilômetros)
— Bloco 2: BR-470, de São Jerônimo até a divisa com Santa Catarina (350 quilômetros)
— Bloco 3: BR-116 + ERS-122 + BR-448, entre divisa com Santa Catarina e a Região Metropolitana (300 quilômetros)

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui