CONTINUA SUSPENSA: Justiça nega provimento ao recurso da EGR e do Estado do RS e cobrança da tarifa no pedágio de Encantado, na ERS-130, continua suspensa. Foto: Divulgação

Concessionária recorreu da decisão, mas não teve sucesso; cancelas continuam abertas

Os recursos do Estado e da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) foram recusados pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ/RS) nessa sexta-feira (13).

De acordo com a decisão do desembargador Irineu Mariani, a cobrança da tarifa  na praça de pedágio de Encantado, na ERS-130, vai continuar suspensa.

No dia 4 de setembro, um pedido liminar do Ministério Público (MP) de Encantado feito pelo promotor André Prediger, que questionava a falta de investimentos e as condições precárias do trecho administrado pela EGR, foi aceito pela juíza Jacqueline Bervian, da 1ª Vara Judicial de Encantado, que despachou determinando à Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) o cumprimento da decisão em caráter de urgência.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui