O Instituto de Metrologia do Estado do Piauí (Imepi) está realizando a verificação obrigatória dos tacógrafos, instrumentos de medição instantânea de velocidade e tempo, nos veículos que transportam cargas acima de 4500 kg (com capacidade a partir de dez passageiros), como por exemplo, ônibus e caminhões.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) a cada 10 veículos fiscalizados, metada está irregular. Os dados da PRF revelam ainda que em 2012, mais de 180 motoristas foram multados por irregularidades ou ausência do tacógrafo.

Para o motorista Afonso Vieira, a correta utilização do tacógrafo é essencial para sua profissão. “Dirijo uma van escolar e diariamente verifico se o meu equipamento está operando corretamente. Também, a cada dois anos, levo meu veículo ao Imepi para conferir e certificar o equipamento”, disse.

Segundo o inspetor da PRF Tony Carlos, o tacógrafo é de uso obrigatório e em caso de irregularidades o motorista é multado. “O equipamento é a prova da jornada de trabalho do motorista, bem como a velocidade média do carro em determinados trechos”, afirma.

O caminhoneiro Francisco Manuel, que foi aboradado em um posto da PRF, recebeu uma multa por estar com o tacógrafo marcando a hora errada. “Eu nem verifiquei que o horário dizia que era noite, aproveitei para me informar com os policias sobre o uso correto, porque sei da importância desse equipamento paro nosso trabalho”, diz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui