GRAVE: Motoqueiro quase morre embaixo do ônibus do cantor Gusttavo Lima e a equipe diz que não foi "nada demais". Foto: Divulgação

Declaração da assessoria do cantor vai de encontro com a da PRF, que disse que o motociclista se feriu gravemente; cantor não estava no ônibus

Um acidente na BR-060, em Anápolis (GO), na tarde dessa sexta-feira (28), envolvendo o ônibus do cantor Gusttavo Lima, deixou um motociclista ferido gravemente, de acordo com a Polícia Rodoviária federal (PRF).

Ainda de acordo com a PRF, a ocorrência foi por volta das 14h30, no km 97, da rodovia. A moto ficou embaixo do ônibus após ser arrastada por cerca de 20 metros.

Segundo a PRF, o cantor não estava no ônibus e o motociclista, de 25 anos, bateu com a cabeça no para-brisa e sofreu escoriações pelo corpo, apesar de ter sido socorrido consciente.

“Nada demais”

Por incrível que pareça, para a equipe do cantor Gusttavo Lima não houve ‘nada demais’. De acordo com a assessoria de imprensa, “foi um acidente de trânsito normal. Não tinha quase ninguém da equipe no ônibus. O motociclista sofreu uma luxação, mas nada grave”. A PRF disse que o motociclista teve ferimentos graves.

O assessor de imprensa da PRF, inspetor Newton Morais, disse que o motoqueiro seguia no sentido Goiânia-Anápolis e resolveu adentrar a pista oposta e, por não usar a faixa de aceleração para cruzar a rodovia, foi acertado pelo coletivo que seguia no sentido contrário.

“O ônibus seguia sentido Anápolis-Goiânia, quando o motociclista, de 25 anos, fez uma conversão na frente do ônibus. O motociclista bateu com o capacete no para-brisa, que quebrou, caindo do lado do ônibus e a moto foi arrastada por cerca de 20 metros”, esclareceu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui