FATAL: O excesso de velocidade e a falta de atenção foram, provavelmente, as causas da colisão traseira envolvendo um automóvel e um caminhão na Via Anhanguera (SP-33), na madrugada desta sexta (12). Foto: Divulgação

Acidente aconteceu cerca de dois quilômetros antes do pedágio no km 82, entre Campinas e Valinhos

Um motorista de 35 anos morreu na noite desta quinta-feira (11) após bater o carro na traseira de um caminhão na Rodovia Anhanguera, em Campinas.  Danilo Júnior Ferreira Fernandes morreu na hora. O carro ficou com a frente debaixo da traseira da carreta que seguia sentido capital.

O motorista do caminhão afirmou que só percebeu o que havia acontecido após parar a carreta e descer. “Estava na faixa da direita porque o caminhão estava carregado, e ando a 50km/h ou 60km/h, mais ou menos. Ele veio e acertou minha traseira. Não teve como eu ver. Só vi quando parei o caminhão, nem pelo retrovisor consegui vê-lo, porque ele estava no meio da carreta”, afirmou José Martins Gomes, motorista do caminhão. Segundo ele o veículo que levava uma carga de cerveja para o Porto de Santos.

O acidente ocorreu cerca de dois quilômetros antes do pedágio entre Campinas e Valinhos, que é um trecho de subida. Segundo a Polícia Militar Rodoviária, o motorista do carro estava dirigindo a uma velocidade acima da permitida na rodovia. Após o acidente o velocímetro do carro ficou marcando a velocidade de 130 km/h. No local a velocidade máxima permitida é de 100 km/h.

Após o acidente duas faixas da rodovia, no sentido São Paulo, ficaram interditadas por várias horas enquanto a perícia da Polícia Científica levantava as possíveis causas do acidente. As faixas foram liberadas por volta das 2h30.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui