Jaqueline, uma das estrelas da seleção brasileira de vôlei feminino, não escondia a tensão toda vez que tinha que passar pela íngreme e sinuosa RJ-106, a Rodovia Amaral Peixoto, no trecho da Serra de Mato Grosso, quando estava a caminho ou voltando do Centro de Desenvolvimento de Voleibol de Saquarema (CDV).

Na sexta-feira, Jaqueline e as demais jogadores da seleção brasileira de vôlei passaram e aprovaram a nova alternativa de acesso a Saquarema e à Região dos Lagos que será entregue ao tráfego amanhã. É o Contorno da Serra de Mato Grosso, trecho da Rodovia RJ-118 que liga Ponta Negra a Jaconé, e que também servirá como desvio em caso de bloqueios na estrada da serra, que sofre com deslizamentos de encostas.

– A rota antiga, pela serra, era perigosa e cansativa, por causa dos caminhões e ônibus que trafegam lentamente na subida – disse a atleta.

Além de plana, com acostamento e sinalização, a nova rodovia, cujas obras custaram R$ 15,6 milhões, corta um trecho de Mata Atlântica e outro de vegetação de restinga, no lado voltado para o litoral. O trecho pavimentado, ao longo de 13 quilômetros, complementa a ligação e facilita o aceso às praias de Jaconé e Saquarema. No início da rodovia, o traçado original foi modificado para preservar árvores centenárias que ficam na margem da estrada.

Para o presidente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Henrique Ribeiro, a nova rodovia vai reduzir o volume de tráfego na RJ-106 e acabar com os engarrafamentos constantes na Serra de Mato Grosso, onde os veículos, principalmente caminhões e ônibus, trafegam em baixa velocidade, pois a estrada é íngreme, estreita e sinuosa. Segundo ele, o primeiro teste da nova rodovia será no feriado prolongado de 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui