O Ministério Público Federal (MPF) firmou nesta semana, um Termo de Ajustamento de Conduta com o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit) para interrupção temporária das obras da BR-262, no trecho entre os municípios de Uberaba e Campo Florido, e Uberaba e Araxá, no Triângulo Mineiro.

A paralisação das atividades de recuperação e ampliação da rodovia terá caráter emergencial, para permitir o deslocamento dos eleitores para a votação de primeiro e, eventualmente, segundo turnos das eleições, bem como a remessa e busca de urnas pelos servidores da Justiça Eleitoral.

O MPF foi informado dos problemas de deslocamento dos eleitores, por causa das obras na rodovia, por juízes eleitorais de Uberaba. Segundo a denúncia, até mesmo os trabalhos de entrega das urnas eleitorais estariam em atraso devido às dificuldades do trânsito no local.

A interrupção das obras irá acontecer, no primeiro turno, da meia-noite do dia 2 de outubro até a meia-noite do dia seguinte. Se houver segundo turno, a interrupção será da meia-noite de 30 de outubro até a meia-noite de 31. Em caso de descumprimento do acordo, o Dnit ficará sujeito ao pagamento de multa no valor de 10 mil reais por hora de atraso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui