A obra de R$ 18 milhões que fará a interseção da BR-153 (Transbrasiliana) com a BR-376 (Rodovia do Café) está paralisada há quase quatro meses. O motivo é a falta de acordo para a desapropriação de duas áreas. O impasse foi parar na Justiça Federal, que nomeou um novo perito para avaliar os terrenos e, assim, emitir um parecer acerca dos valores. Os donos das áreas atingidas pelo viaduto não teriam aceitado a proposta apresentada pela União por a considerarem baixa, feita com base na perícia de um contratado do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Segundo a Justiça Federal, o perito vai apresentar a proposta de honorários e terá um prazo para efetuar seu serviço. “É só depois disso que a Justiça emitirá a sentença de posse dos terrenos para a União”, explica o supervisor regional do Dnit, Fernando Furiatti.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui