NOVA TECNOLOGIA: Praça de pedágio na Fernão Dias vai receber sinalização de solo especial, graças à parceria entre a concessionária responsável pela rodovia e o Laboratório da USP. Serviços devem ser concluídos em 2022. Foto: Divulgação/Ilustrativa

Parceria entre concessionária responsável pela rodovia e Laboratório da USP prevê estudo de novos materiais na sinalização de solo

O pavimento da praça de pedágio de Vargem, no km 7,2, no trecho paulista da Rodovia Fernão Dias (BR-381), está sendo estudado para receber melhorias na sinalização horizontal (de solo), graças à parceria entre a concessionária responsável e o Laboratório de Tecnologia de Pavimentação da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (LTP-EPUSP).

De acordo com o projeto, será realizado o aprimoramento de materiais para melhorar a sinalização horizontal de rodovias. A solução busca a maior durabilidade na aplicação no asfalto e melhor percepção do traçado da pista, proporcionando uma direção mais segura.

Segundo a concessionária, o projeto avaliará a aplicação de diferentes microesferas de vidro nas tintas, que atuarão como lentes para direcionamento da luz dos faróis aos olhos dos motoristas.

Pista mais segura

Com essa tecnologia, diz a concessionária, a visibilidade da sinalização, além de ser garantida por meio do contraste entre as demarcações e o pavimento, será aprimorada em ambientes escuros por conta da retrorrefletividade, o que deixará a pista mais segura.

Segundo Guilherme Rodrigues Linhares, engenheiro do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da concessionária, a nova sinalização está sendo avaliada tanto em laboratório quanto em campo. “Temos utilizado diferentes combinações de materiais para chegarmos ao melhor resultado possível. Até o momento, os resultados são promissores e, nosso objetivo é aperfeiçoar a sinalização para utilizá-la em toda a extensão da rodovia”, explicou.

Pedágio em Vargem

O estudo em campo está sendo aplicado na pedágio de Vargem tem o acompanhamento da Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT), responsável pelas concessões federais, e devem estar concluídas no segundo semestre de 2022. Os resultados serão divulgados oportunamente pela concessionária e pela ANTT.

Projeto financiado

Anualmente, uma porcentagem dos valores arrecadados nas praças de pedágio é destinada à realização de pesquisas na área de engenharia rodoviária, por meio dos Recursos para Desenvolvimento Tecnológico (RDT-ANTT). Os projetos de pesquisa são realizados em parceria com universidades renomadas, em temas relevantes que tenham potencial de trazer melhorias de conforto e segurança para os usuários das rodovias concedidas.

Mais informações sobre os diversos projetos de RDT realizados desde o início das concessões, visite: https://portal.antt.gov.br/relatorios-de-pesquisa-rdt

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui