Projeto percorrerá mais de 10 mil quilômetros durante cinco meses levando dicas e informações sobre a segurança viária aos caminhoneiros. Fotos: Divulgação

“A gente faz a segurança na estrada” rodará mais de 11 mil Km debatendo a segurança viária com os caminhoneiros

A primeira edição do “A gente Faz a Segurança na Estrada” terá o seu início nesta quarta-feira (8) no lançamento nacional da campanha “Maio Amarelo”, no Ministério da Infraestrutura, em Brasília. O projeto percorrerá 11.009 quilômetros de estradas brasileiras nos próximos cinco meses promovendo ações socioeducativas sobre segurança viária para caminhoneiros de 35 cidades em 10 estados, além do Distrito Federal.

De acordo com o CEO, Alexandre Côrte, do Grupo Cobram – empresa responsável pela realização da Caravana Siga Bem -, só em 2018 foram registrados mais de 69 mil acidentes nas rodovias brasileiras. Ainda segundo Côrte, diante deste quadro, a educação é o melhor caminho para que as estradas se tornem cada vez menos letais.  “O objetivo é fazer do caminhoneiro um agente transformador. Como motorista profissional, ele precisa entender que o papel dele é fundamental para reduzir o número de acidentes registrados pela Polícia Rodoviária Federal”, afirma.

O Brasil tem o quinto trânsito mais violento do mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), e mais de 50% dos acidentes são causados pela negligência ou imprudência dos motoristas, segundo o Ministério da infraestrutura.

SERVIÇOS GRATUITOS: Em cada parada, serão realizadas várias atividades para o caminhoneiro e para o público em geral. Entre as ações, checagem da luminosidade dos faróis, atendimento médico e palestras sobre segurança no trânsito.

Atividades

Em cada parada será realizada várias atividades para o caminhoneiro e para o público em geral. Afinal, a conscientização precisa atingir a todos. Desde checar a luminosidade dos faróis até promover atendimento médico gratuito, toda a estrutura e apoio para os participantes serão oferecidos.

Serão feitos check-ups completos tanto no caminhão, como no caminhoneiro. Para o veículo, a equipe do projeto irá: aferir a pressão dos pneus; verificar a banda de rodagem e sulcos; analisar a condição dos freios, a luminosidade dos faróis e as condições das palhetas do limpador de pára-brisa; Já para o motorista, será feita: aferição da pressão arterial; distribuição de preservativos; aplicação de vacinas;

Com os check-ups feitos nas duas máquinas, também haverá rodas de conversa sobre segurança viária conduzidas por observadores credenciados pelo Observatório Nacional de Segurança (ONSV) e por agentes e inspetores da PRF, que levarão para os bate-papos o Cinema Rodoviário. Além disso, jornalistas do segmento acompanharão de perto todas as atividades para instigar o debate sobre os principais problemas causadores de acidentes e como evitar que eles aconteçam.

Segurança nas escolas

O projeto também irá receber estudantes de escolas da região. Os jovens terão um bate-papo com agentes da PRF que falarão sobre a importância de se começar desde cedo a formação para cada um se tornar um ótimo motorista.

ESTAÇÃO: Uma carreta levará a todas paradas a exposição interativa “A gente que faz” dividida em 10 “estações”; objetivo é sensibilizar o público para a segurança e respeito no trânsito em favor da redução de acidentes e preservação da vida.

Os estudantes também irão interagir com os caminhoneiros para conhecerem mais de perto a profissão, suas alegrias, dificuldades e curiosidades da vida na estrada. “Queremos descobrir  como será o caminhoneiro do futuro e valorizar este profissional que muitas vezes se torna invisível dentro da boleia de um caminhão. Aqui o caminhoneiro deixa de ser o coadjuvante a passa a ser o protagonista dessa discussão”, completa Côrte.

A gente que faz

Uma carreta irá levar para todas as paradas a exposição interativa “A gente que faz” dividida em 10 “estações”. O objetivo é sensibilizar o público para a segurança e respeito no trânsito em prol da redução de acidentes e preservação da vida. O circuito expositivo, que ficará dentro do veículo, contará com textos, fotos, vídeos, atividades interativas, totens com dicas de segurança e referências ao “Me Ouça”, campanha nacional do Maio Amarelo.

“ME OUÇA”: O circuito expositivo, que ficará dentro do veículo, contará com textos, fotos, vídeos, atividades interativas, totens com dicas de segurança e referências ao “Me Ouça”, campanha nacional do Maio Amarelo.

Cada estação irá explorar um tema relevante para a segurança viária, são eles:

· 1ª Estação: Abertura da exposição com textos sobre números de acidentes no mundo e no Brasil, mostrando o impacto dos acidentes na economia;

· 2ª Estação: Painel com frases de pára-choque voltadas à segurança;

· 3ª Estação: Ação interativa feita pelo celular mostrando as principais causas de acidentes no trânsito;

· 4ª Estação: Painel reflexivo sobre como é perigoso misturar álcool e direção;

· 5ª Estação: Esse espaço faz uma provocação intensa ao expor fotos de acidentes de trânsito;

· 6ª Estação: O espaço trabalha com elementos visuais na intenção de mostrar que a escolha da direção perigosa ou defensiva é sempre do condutor;

· 7ª Estação: Aqui serão expostos itens de segurança e o participante poderá usar um óculos que simulam embriaguez;

· 8ª Estação: Uma televisão, equipada com fones de ouvido, transmitirá reportagens, dicas e informações sobre direção defensiva e as principais causas de acidentes;

· 9ª Estação: O participante poderá participar de um quiz sobre temais ligados à segurança viária;

· 10ª Estação: Haverá uma televisão equipada com fones de ouvido com bate-papos com especialistas e com o José Aurélio Ramalho, Diretor do Observatório Nacional de Segurança Viária.

EDUCAÇÃO: Os estudantes também irão interagir com os caminhoneiros para conhecerem mais de perto a profissão, suas alegrias, dificuldades e curiosidades da vida na estrada.

Projeto

O “A gente faz a segurança na estrada” pretende levar ao público do transporte temas ligados à segurança viária, ampliando, dessa forma, o compromisso da Cobram com a educação e redução dos índices de acidentes no país.

Com uma estrutura composta por uma carreta e duas tendas, encontros serão promovidos para aproximar e discutir questões referentes à direção defensiva, educação para o trânsito, segurança, legislação, comportamento individual e coletivo.

“A gente faz a segurança na estrada” é um projeto do Brasil Caminhoneiro, com patrocínio do Grupo CCR, Mercedes-Benz, Goodyear, 3M, Shell. Contando com o apoio do Observatório Nacional de Segurança Viária, Polícia Rodoviária Federal e Ministério da Infraestrutura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui