ECONOMIA: TCU determina ao Dnit que revise os contratos de obras nas BRs do Paraná. Com isso, a economia até o momento é de cerca de R$ 460 milhões. Foto: Divulgação

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) a reavaliação de todos os contratos firmados no âmbito do BR-Legal devido a indícios de “jogo de planilha” nos orçamentos apresentados pela empresa vencedora de licitação para execução de obras em rodovias federais do Paraná.

De acordo com o TCU, empresa teria apresentado proposta para executar os serviços em 617,2 quilômetros, mas na prática iria realizar efetivamente apenas 474 quilômetros. Até o momento, houve redução de R$ 458,7 milhões do total de gastos inicialmente previstos.

Ainda de acordo com o TCU, as avaliações abrangem as BRs-158, 272, 369, 373 e 487. Os valores suprimidos referem-se a 57 dos 109 contratos repactuados ou rescindidos. Na decisão da última sessão, o TCU determinou ao Dnit que continue a fazer as revisões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui