FIQUE ATENTO: As concessionárias de rodovias paulistas iniciaram nessa segunda (1º/6) uma campanha para evitar queimadas às margens das estradas. Foto: Divulgação

De acordo com a Artesp, concessionária atuarão com medidas de conscientização e campanhas educativas

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) e as 20 concessionárias paulistas iniciaram nessa segunda-feira (1º/6) a Operação Corta Fogo em toda a malha viária concedida.

De acordo com a Artesp, as ações têm como objetivo conscientizar motoristas, intensificar o monitoramento em áreas de maior incidência de focos de incêndio e realizar medidas preventivas contra acidentes causados pela fumaça das queimadas.

Ainda de acordo com a Agência, a chegada do inverno aumenta a incidência de incêndios e os trechos rodoviários são diretamente afetados devido à vegetação que margeia as estradas.

Risco à segurança

A fumaça compromete a visibilidade e traz riscos à segurança dos usuários. Segundo levantamento da Artesp, com informações das concessionárias, em 2019, foram contabilizadas e atendidas 5.439 ocorrências de queimadas, das quais 3.258 (60%) aconteceram no período entre junho e setembro. O mês mais crítico foi o de agosto com o registro de 997 casos.

Este ano, as ações promovidas pela Artesp contemplarão campanhas de conscientização, entre os meses de junho e outubro, com mensagens educativas e de alertas, inseridas nos painéis eletrônicos distribuídos pela malha rodoviária. A iniciativa também será divulgada nas redes sociais.

Inspeções frequentes

Para agilizar o combate às queimadas, as concessionárias realizam inspeções com viaturas operacionais equipadas com abafadores, que podem ser utilizados em casos de pequenos focos de incêndio evitando a propagação das chamas. Caminhões pipa e tanques rebocáveis também ficam de prontidão em pontos estratégicos para contribuir no enfrentamento ao fogo.

Causas prováveis

Uma das principais causas de queimadas que atingem a vegetação às margens das rodovias é o lançamento de pontas de cigarro. O lançamento de balões é outro fator de risco. Mesmo sendo crime ambiental, há aumento na prática nesta época do ano, o que causa danos não apenas nas áreas verdes, mas também em regiões urbanas.

A participação da população, por meio de denúncias, pode ser feita pelos telefones 190 (Polícia Militar) ou 181 (Disque-Denúncia).

Outras possíveis causas são: queima de lixo, fogueiras ou a utilização de fogo para limpeza de terrenos ou fins agrícolas, de forma não autorizada. Nas faixas de domínio das rodovias, boa parte dos focos é provocada pela própria população vizinha à estrada, principalmente nas áreas mais próximas aos aglomerados urbanos.

O que fazer

Caso o motorista se depare com uma situação de queimada na rodovia a recomendação é avisar imediatamente o Corpo de Bombeiros, ligando para o 193, e também para o número 0800 da concessionária responsável pela rodovia. Além disso, é importante adotar medidas de segurança, tais como:

Fechar os vidros do veículo

Manter distância segura do veículo à frente

Não ligar o pisca-alerta com o veículo em movimento

Trafegar com farol baixo aceso

Não parar na faixa de rolamento

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui