LIBERADO: As obras no Anel Viário de Fortaleza, na BR-020, continuam em ritmo acelerado. Mais um trecho foi liberado ao tráfego, na quinta-feira (21), que fica sob o viaduto da CE-065, sentido Maracanaú-Caucaia.. Foto: Divulgação

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), serviços fazem parte de convênio entre o Governo Federal e o Estado do Ceará

As obras no Anel Viário de Fortaleza, na BR-020, no Estado do Ceará, continuam em ritmo acelerado. Mais um trecho foi liberado ao tráfego, na quinta-feira (21), que fica sob o viaduto da CE-065, sentido Maracanaú-Caucaia.

De acordo com o Dnit, a ação visa melhorar a fluidez de trânsito na área. Em fevereiro, a pista no sentido oposto também deverá ser entregue, assim como o tráfego sobre o viaduto que leva ao município de Maranguape.

Ainda de acordo com o Dnit, a obra de duplicação é realizada por meio de uma parceria entre o Governo Federal, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), e a Superintendência de Obras Públicas (SOP), órgão vinculado ao Governo do Estado do Ceará. A autarquia é responsável pela aprovação dos projetos e repasse dos recursos ao governo estadual. À SOP cabe a execução dos serviços, bem como a sua fiscalização.

Segundo o Dnit, com investimento de R$ 257 milhões, a duplicação dos 32 quilômetros do Anel Viário de Fortaleza tem previsão de conclusão em 2021, quando todos os trechos estarão liberados para a população. Os recursos financeiros já estão garantidos pelo Ministério da Infraestrutura e as questões relacionadas às desapropriações estão sendo solucionadas, restando apenas alguns pontos específicos para o avanço das obras.

Importância

Responsável por fazer a interligação das rodovias que chegam à capital cearense (CE’s 010, 040, 060, 065 e BR’s 020, 116 e 222), o Anel Viário faz parte da BR-020 e passa por obras de duplicação que impulsionarão a infraestrutura rodoviária do estado e aumentarão a capacidade de tráfego da rodovia federal.

Isso garantirá uma melhor conexão entre os principais portos marítimos do Ceará (Porto do Mucuripe e Porto do Pecém), vai favorecer toda a Região Metropolitana de Fortaleza e beneficiará diretamente a produção industrial do estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui