TRAGÉDIA: Pai, mãe e filho morrem em acidente na BR-101, no Espirito Santo, depois de serem atingidos por um bloco de granito que caiu de uma carreta, no trecho Chapada Grande, na Serra. Foto: Divulgação.

Pai, mãe e filho morreram na hora; outro filho do casal, de 11 anos, ficou ferido gravemente e foi encaminhado ao Hospital Infantil de Vitória

Um grave acidente na BR-101, em Chapada Grande, na Serra, no Espírito Santo, matou pai, mãe e filho na noite de segunda-feira (10), de acordo com informações dos Bombeiros, o carro onde estavam foi atingido por uma carreta carregada com um bloco de granito.

As três vítimas morreram no local. Outro filho do casal, um menino de 11 anos que também estava no carro, ficou ferido. O motorista da carreta ficou com ferimentos leves, foi atendido e já deixou o hospital.

O tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Carlos Wagner, informou que o motorista do carro, de 38 anos, a esposa dele, de 34, e a criança, de um ano e quatro meses, morreram após o acidente.

O militar disse ainda que o menino de 11 anos foi levado em estado grave para o Hospital Infantil de Vitória. Ele passou por uma cirurgia de emergência e respira com o auxílio de aparelhos.

Segundo os bombeiros, os corpos ficaram presos às ferragens, foram retirados pelos militares e levados para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória.

Inspetor da PRF aponta imprudência

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Davi Magnago, declarou que o condutor da carreta não foi encontrado no local após o acidente. O inspetor disse ainda que a suspeita é de que o motorista estava em alta velocidade e teria perdido o controle da direção ao fazer uma curva.

Na cabine do veículo, agentes recolheram notas fiscais para investigar se os blocos de granito estavam dentro do limite de peso permitido para serem transportados pela carreta.

Davi Manhago revelou também que foram encontrados comprimidos de rebite, utilizado pelos motoristas como inibidor de sono.

Motorista não estava embriagado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o motorista da carreta foi submetido ao teste de alcoolemia, que não detectou ingestão de álcool.

A PRF revelou ainda que o caminhoneiro deixou o local do acidente acompanhando de outro homem. Ele buscou atendimento no Hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra, e foi liberado na sequência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui