COMO IRMÃOS: O cabo Fernando, do 3º Batalhão da PMRv de SP, lembra do dia em que seu colega de viatura, o soldado Demerval, morreu em acidente no dia 25 de janeiro de 2014. "Trabalhávamos juntos. Tenho muita saudade dele, era como irmão", lembra. Foto: Divulgação/Ilustrativa

Comando de Policiamento Rodoviário do Estado de São Paulo, por meio do Coronel PM Lourival da Silva Júnior e do interino, Coronel Paganotto, apoia integralmente o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Destacamos vários depoimentos de membros da instituição ao Dia Mundial.

Cabo Fernando, da 1ª CIA do 3º Batalhão da Polícia Militar Rodoviária (PMRv):

“Dou um relato em memória de um grande amigo, que considerava como irmão. Trata-se do soldado Demerval, que morreu num acidente no dia 25 de janeiro de 2014. Trabalhávamos juntos na viatura, na base de Itápolis. Tenho muita saudade dele, era como irmão. A gente tem que ter cuidados na rodovia, atentar para a sinalização, o excesso de velocidade e o estado geral do veículo, entre outros, para que casos como esse não venham a ocorrer nas famílias de vocês.”

Atualmente, o Comando de Policiamento Rodoviário, como segmento especializado da Polícia Militar do Estado de São Paulo, é responsável pelo policiamento ostensivo de trânsito e pela preservação da ordem pública em mais de 22.000 quilômetros de rodovias estaduais paulistas, onde atuam cerca de 3.400 homens e mulheres que, diariamente trabalham pela segurança dos usuários das rodovias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui