As equipes contratadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) deram início nesta quarta-feira (25) ao aterro da ponte da Estrada da Graciosa. Além disso, foi finalizada a colocação e concretagem das 36 vigas que sustentarão a ponte. O DER-PR estima que, caso não chova novamente na região, as lajes da obra sejam concretadas até o fim da próxima semana. Após isso, a passagem de veículos em meia pista será liberada.

As fortes chuvas das últimas semanas atrapalharam e atrasaram o andamento da obra. “Mesmo assim as equipes não pararam os serviços. Além das vigas, já estão prontos os pilares e lajotas. E as equipes trabalham agora no aterro e na armação das vigas”, explica o superintendente da regional Leste do DER-PR, Gilberto Loyola.

Após a conclusão do aterro e armação das vigas, as equipes vão começar a concretar e montar as lajes da ponte. “Concluída toda a concretagem, serão necessários cinco dias para que o local seque. Depois disso, a meia pista será liberada”, disse Loyola. Para manter as características originais da Estrada da Graciosa, a ponte será coberta com paralelepípedos.

Ao todo foram construídos 16 pilares, 36 vigas, de 10 metros cada, e lajotas para sustentar a nova travessia. Para acelerar o processo, as equipes trabalham no próprio local onde houve o desabamento da rodovia.

CONCLUSÃO – A previsão é que a restauração total da estrada seja concluída até setembro. A estimativa de investimento é de R$ 5 milhões em projetos e obras. Além da ação emergencial, as equipes estudam a colocação de muros nas encostas do quilômetro 12, onde ocorreu desabamento da barreira, e obras complementares. Os muros vão evitar que as pedras do morro desabem novamente e sustentar o sistema de drenagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui