PREJUDICIAL: Segundo o deputado Romanelli, o modelo de concessão que o governo federal quer aodtar nas concessões do Paraná é prejudical aos usuários das rodovias. Foto: Divulgaçõ/ANP/Ilustrativa

De acordo com Luiz Romanelli, a concessão onerosa é muito prejudicial aos paranaenses como já foi comprovado pelos atuais contratos

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), criticou o modelo para as novas concessões do pedágio defendido pelo governo federal. Segundo ele, o governo federal já adiantou que vai fazer uma nova concessão das rodovias no Paraná, com um modelo que repete o anterior, de concessão onerosa. “Isso é muito prejudicial aos paranaenses como já foi comprovado pelos atuais contratos”, aponta Romanelli, que integra a Frente Parlamentar de Encerramento dos Contratos de Pedágio no Paraná.

Híbrido

O deputado reafirma que o governo federal quer mudar as regras atuais, mas que, na prática, não muda nada. Segundo ele, o modelo utilizado é de maior volume de obras, por meio de um sistema híbrido, que é de menor preço relativo. “Esse modelo prevê um pequeno desconto, de apenas 12% entre as concorrentes, e cria uma taxa de outorga. Ou seja, uma espécie de um imposto indireto que a concessionária teria que pagar ao governo federal”.

RETROCESSO: Segundo o deputado Romanelli, a concessão onerosa, que o governo federal pretende adotar nas futuras concessões do Estado, são prejudiciais ao povo paranaense. Foto: Sandro Nascimento/Alep

Outorga

Pela proposta apresentada, Romanelli é taxativo em dizer que “isso não interessa ao Paraná”. E aponta dois motivos para a recusa. Primeiro porque a tarifa do pedágio vai ficar alta e segundo, porque a taxa de outorga vai sugar ainda mais a economia paranaense. “Esse modelo repete o modelo anterior, que também foi de concessão onerosa, que era uma taxa de outorga pela manutenção de rodovias, mas feita de outra forma, que é a mesma coisa”, explica. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano informou que o ministro Tarcísio Gomes de Freitas (Transportes) deve participar de uma live com os deputados, para apresentar as propostas para a concessão das rodovias paranaenses.

Fonte: Bem Paraná

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui