BALANÇO: Em seis meses de operação no trecho das BRs 364 e 365, em Goiás e Minas Gerais, a concessionária Ecovias do Cerrado já mudou o cenário. Fotos: Divulgação

De acordo com a concessionária, em apenas seis meses, já foram recuperados 75% de toda a malha viária assumida neste ano

A administração de uma rodovia se faz com muito planejamento e organização. Desde janeiro, quando assumiu os 437 quilômetros das rodovias BR-364 e BR-365, a concessionária Ecovias do Cerrado atua para garantir boas condições de trafegabilidade para aos usuários.

De acordo com a empresa, as ações diárias incluem restauração do pavimento, reparos em pontes, viadutos e dispositivos de drenagem, melhorias de sinalização, implantação de cercas, roçada e limpeza constante das vias. Além disso, mais de 1.100 empregos diretos já foram gerados nas 90 frentes de obras ao longo das rodovias.

Recuperação de pavimento

Ainda de acordo com a concessionária, o trecho foi assumido em 20 de janeiro deste ano, e em seis meses diversas intervenções foram promovidas no trecho concedido, como por exemplo, os 300 quilômetros da malha que foram recuperados com a aplicação de 90 mil toneladas de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ).

Conservação diária

Com o intuito de ampliar a visibilidade da pista e também garantir uma melhor condição de tráfego, toda a área de vegetação da faixa de domínio e do canteiro central do trecho passaram por roçada. Diariamente, são realizadas a limpeza e a capina de canteiros centrais e vias marginais.

Também foram implantadas mais de 95 mil metros de cercas. Além de delimitar a faixa de domínio, as estruturas ajudam a conter a invasão de animais na pista e garantem mais segurança aos usuários.

MELHORIAS: No primeiro semestre de operação, mais de 55 mil tachas refletivas foram implantadas ao longo do trecho, que também recebeu mais de 300 quilômetros de sinalização horizontal (pintura de faixa).

Limpeza e recuperação dos elementos de drenagem

Em outra frente de trabalho, foram restaurados 16 km de sarjetas e meios-fios, recuperados 156 unidades de descidas d’água e 98 bueiros, o que garante melhor escoamento de água e drenagem das vias. A limpeza também tem sido intensa, mais de 68.355 metros de meios-fios e sarjetas foram limpos e 1.030 unidades de descidas d’água desobstruídas.

Pista bem sinalizada

O reforço na sinalização da pista é outra ação para garantir melhor segurança viária aos usuários.

Nesse primeiro semestre de operação, mais de 55 mil tachas refletivas foram implantadas ao longo do trecho, que também recebeu mais de 300 km de sinalização horizontal (pintura de faixa) e 3 mil placas de sinalização vertical.

Além disso, nas margens da rodovia ou nos canteiros centrais, foram implantados mais de 15 mil metros de novas defensas metálicas.

Pontes, viadutos e passarelas

As ações de reparo e manutenção não se resumem apenas à pista. Em seis meses, 29 pontes e viadutos e 3 passarelas foram totalmente restaurados.

LIGAÇÃO GRATUITA: Numa emergência, os usuários podem acionar o recurso da empresa por meio do 0800.

Trevo de Xapetuba

Também foi iniciada a obra viária no entroncamento da BR-365 com a BR-452, na divisa entre os municípios de Monte Alegre de Minas e Uberlândia, local conhecido como Trevo de Xapetuba. A previsão é que a estrutura seja entregue em janeiro de 2021, o que vai beneficiar principalmente o acesso à BR-365 para quem trafega pela BR-452.

 

Melhorias futuras

Ao longo de todo o trecho concedido à Ecovias do Cerrado, 9 unidades de Serviço de Atendimento ao Usuário (SAUs) estão em fase final de construção e terão a entrega antecipada, em pontos estratégicos às margens das rodovias. O espaço permitirá ao motorista que trafega pela via encontrar informações, descanso, bebedouro, fraldário e sanitários.

Além dos serviços citados de apoio ao motorista, as equipes de socorro médico e mecânico (guinchos leves e pesados) estarão de prontidão nos SAUs para atender os chamados na via, tudo de forma gratuita e disponível 24 horas por dia.

Também estarão disponíveis caminhões de combate a incêndio, de apreensão de animais e as viaturas de inspeção de tráfego que, diariamente, realizarão o monitoramento terrestre em todo o trecho.

A concessão

A Ecovias do Cerrado assumiu oficialmente o trecho, que interliga Jataí (GO) e Uberlândia (MG), no dia 20 de janeiro do corrente ano, com a assinatura do Termo de Arrolamento e Transferência de Bens entre a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a empresa. Do total assumido, 192,7 quilômetros pertencem à BR-364, em Goiás, e 244,3 quilômetros fazem parte da BR-365, em Minas Gerais.

USUÁRIOS: Concessão proporciona atendimento 24h aos usuários por meio do SAU em todo o trecho concedido.

O trecho faz parte de uma das mais importantes rotas para o escoamento de grãos do Centro-Oeste até o porto de Santos. Também é uma importante rota para abastecimento da região sul de Goiás e Minas Gerais, principalmente de produtos da indústria, materiais de construção e alimentos. São 11 municípios, sendo 5 em Goiás (Aparecida do Rio Doce, Cachoeira Alta, Jataí, Paranaiguara e São Simão) e 6 em Minas Gerais (Santa Vitória, Gurinhatã, Ituiutaba, Canápolis, Monte Alegre de Minas e Uberlândia).

Fonte: Assessoria de imprensa da Ecovias do Cerrado

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui