CONDENADO: O juiz aposentado Wellington Militão foi condenado por corrupção em 2010, quando foi acusado de beneficiar quadrilha que desviou R$ 200 milhões do Fundo de Participação dos Municípios. Foto: Divulgação

Magistrado aposentado havia sido condenado por corrupção em 2010, quando foi acusado de beneficiar quadrilha que desviou R$ 200 milhões do Fundo de Participação dos Municípios

Morreu, na noite desta terça-feira (25), o juiz Wellington Militão dos Santos, em acidente ocorrido na MG-238, em Sete Lagoas. Segundo informações da Polícia Civil da cidade, o magistrado bateu de frente contra uma van escolar. Ele se dirigia ao município de Cachoeira da Prata, na Região Central do estado.

A principal suspeita da polícia é de que Wellington tenha perdido o controle da direção, invadido a contramão e batido contro o outro veículo. Ele dirigia um carro de passeio modelo Kia Magentis. Na van, segundo a corporação, estavam estudantes. Apesar do susto, nenhum deles ficou ferido.

De acordo com a polícia, a família de Wellington já compareceu à delegacia de plantão de Sete Lagoas. Com isso, o corpo deve ser retirado do Instituto Médico-Legal em breve.

Wellington Militão do Santos atuava na 12ª Vara Federal de Belo Horizonte, na qual foi condenado por corrupção em 2010. Alvo da Operação Pasárgada, realizada em 2008 pela Polícia Federal em três unidades federativas (Minas Gerais, Bahia e Distrito Federal), o magistrado beneficiou uma quadrilha responsável por desviar R$ 200 milhões do Fundo de Participação dos Municípios.

Naquela ocasião, com a ajuda de escutas telefônicas autorizadas pela Justiça, o juiz federal e quatro servidores foram detidos. Outros 17 prefeitos de cidades mineiras e baianas estavam envolvidos no caso e foram presos.

Após a condenação, o juiz morto nesta terça foi aposentado compulsoriamente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui