O motorista da carreta que se envolveu em um acidente com um ônibus que transportava estudantes e professores no dia 27 de outubro, na Rodovia Leônidas Pacheco Ferreira (SP-304), em Ibitinga (SP), será indiciado por 13 homicídios culposos, quando não há intenção de matar. A informação é da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP). A Secretaria também informou nesta quinta-feira (13) que Basalea responderá, com base nos laudos apresentados, por 27 lesões culposas.

Conforme a SSP, Leandro, o motorista do ônibus e as testemunhas do acidente em Borborema (SP) serão ouvidos por carta precatória pelo delegado titular de cada cidade. Nenhuma data foi divulgada pelo órgão, no entanto, o promotor que acompanha o caso, André Gândara, afirmou que deverá ouvir Basalea na tarde desta sexta-feira (14) na casa dele, em Novo Horizonte (SP).

Segundo o laudo do Instituto de Criminalística de Araraquara, o motorista do caminhão invadiu a pista contrária atingindo o ônibus, que teve a lateral arrancada com o impacto. O acidente matou 13 pessoas, entre elas estudantes e professores de uma escola de Borborema. Leandro também ficou ferido e recebeu alta na noite de segunda-feira (10).

Onze pessoas morreram no local do acidente e outras duas morreram dois dias depois, no hospital. Além dos mortos, 22 ficaram feridos. Leandro é um deles. O veículo conduzido por ele estava carregado com óleo vegetal e explodiu após o choque com o ônibus. Parte da carga se espalhou na pista e a Polícia Rodoviária colocou pó de serra para evitar novos acidentes. O motorista teve parte do corpo queimado e recebeu tratamento na unidade especializada no Hospital Padre Albino em Catanduva (SP).

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui