TRAGÉIDA: Ônibus da Arca Turismo, com 66 passageiros, tomba na Oswaldo Cruz (SP-125) e causa morte e dezenas de feridos. Foto: Divulgação

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), ocorrência foi registrada no início da manhã de sábado (13)

Um ônibus da empresa  Arca Turismo tombou no km 75 da rodovia Oswaldo Cruz (SP-125), em São Luiz do Paraitinga (SP), por volta das 6h45 deste sábado (13). Até o momento, há informações de pelo menos seis mortos, sendo uma das vítimas fatais uma criança, e quase 50 feridos.

O veículo, placas FVR-4267, estaria transportando pelo menos 66 passageiros e tinha como destino Paraty (RJ). O ônibus da marca Scania, ano 2017, modelo dois andares, carroceria Marcopolo, está registrado em nome de Andreatur Serviços de Transportes Ltda.

IRRESPONSABILIDADE: Ônibus da Arca Turismo tomba na SP-125 e deixa dezenas de vítimas: Foto: Rodrigo Coimbra/Ônibus Brasil

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o tráfego de ônibus na SP-125 é proibido, ainda mais por se tratar de um veículo de dois andares. Pelas primeiras informações, o motorista estaria retornando após chegar perto da descida da serra e ser flagrado pela fiscalização da PMRv.

O trecho é muito sinuoso, com traçado antigo e incompatível com veículos de grande porte. Para o coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Rizzotto, que conhece bem o trecho, a situação é inacreditável. “É evidente que a empresa e o motorista estão totalmente despreparados para realizar esse tipo de viagem. Afinal, qualquer pessoa que busque informações sobre a descida da serra, sentido de Ubatuba (SP) e BR-101, sabe que é impossível descer com segurança com um veículo desse porte.”

Vítima socorrida para a Santa Casa de Ubatuba falece

A Santa Casa de Ubatuba informou que atendeu até o momento 34 vítimas do acidente, sendo que uma delas faleceu. “A direção do hospital filantrópico está priorizando os atendimentos às vítimas do acidente e, por esse motivo, só está atendendo os casos de emergência. Os outros casos estão sendo encaminhados para o Unidade de Saúde do Ipiranguinha. As visitas também foram suspensas”, disse.

ANTT diz que ônibus não tinha autorização para realizar viagem

Para realizar a viagem entre São Paulo e Paraty seria necessário autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e , segundo apurado pela jornalista Juliana Arreguy do UOL ,a Arco Turismo não tinha esse documento.

O veículo estava com a certificação do cronotacógrafo em dia, o que poderá ajudar a perícia a identificar o comportamento do condutor no trajeto. O equipamento é a caixa preta do setor de transportes e registra velocidade praticada, tempo de direção e distância percorrida.

Os veículos de dois andares correm mais risco de tombamento e quem está no andar de cima tem muito mais chances de morrer ou sofrer lesões graves. Desde 2004, o Estradas alerta sobre esse problema, conforme matéria publicada pelo portal na qual especialistas alegam que viajar em ônibus de dois pavimentos é bem mais perigoso do que nos veículos convencionais.

Além disso, os passageiros resistem a fazer uso do cinto de segurança o que aumenta o risco de lesões graves e mortes. “É comum corpos serem projetados para fora do veículo e somente serem encontrados após a retirada do ônibus.”, lembra Rizzotto.

(*) Matéria atualizada as 19h05.

1 COMENTÁRIO

  1. Sempre viajei com Andreaturismo, sempre achei uma equipe especializada e eficiente, ônibus de ótima qualidade, motoristas responsáveis, foi uma grande fatalidade, meus pesares Carmen Vianna (Grajaú)

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui