Desde ontem (1º), custa mais caro para cruzar a ponte sobre o Rio Paraguai, entre os municípios de Miranda e Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Foto: Divulgação

desde à zero hora de ontem (1º), o pedágio da ponte rodoviária sobre o rio Paraguai, na Rodovia BR-262, entre os municípios de Miranda e Corumbá, está com novos valores em vigor.

A Portaria nº 162/2018, publicada no Diário Oficial no dia 10 de dezembro de 2018, estabeleceu o valor da tarifa básica, que serve para os carros de passeio, em R$ 10,60. O reajuste foi de 7,07% em relação a 2018.

As tarifas de pedágio cobradas pela utilização, como meio de transposição passou o valor para motos passa de R$ 5,90 para R$ 6,40. A nova tabela traz valores para diferentes veículos comerciais,  de acordo com o número de eixos.

Aos automóveis com dois (eixos) o preço passa para R$ 21,20; para cinco (eixos) chega a R$ 53,00, enquanto que para dez (eixos) passa a ser cobrado R$ 106,00.

Ficam isentos da cobrança de pedágio os veículos de propriedade da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, e os veículos pertencentes aos estados estrangeiros e destinados as suas representações diplomáticas.

A homologação dos valores para as novas tarifas levou em consideração a Demonstração de Cálculo apresentada pela Concessionária Porto Morrinho Ltda., conforme prevista no Contrato de Outorga de Concessão – Seop nº 003/2008.

A periodicidade e a fórmula estabelecida para o Reajuste da Tarifa Básica fazem parte desse Contrato, cujos parâmetros e índices são aqueles calculados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), tomando como data base do reajuste o mês de agosto de 2008, e como base de cálculo os valores dos índices de junho de 2008 a outubro de 2018.

Fonte: Governo do Mato Grosso do Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui