Carga estava em depósito

Três suspeitos foram detidos; um deles é de origem paraguaia

Uma ação conjunta entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar de Minas Gerais, permitiu a apreensão de mais de 36 toneladas de fumo, nesta sexta-feira (18),  em Nova Serrana-MG.

O produto estava sem as notas fiscais, e, provavelmente, seria utilizado na fabricação de cigarros falsificados. Além disso, 1,2 milhões de filtros e 12 bobinas de papel foram apreendidas.

Um depósito clandestino de matéria prima para falsificar cigarros foi descoberto quando os policiais flagraram movimentação suspeita de veículos de carga num galpão da região metropolitana da cidade.

Três suspeitos foram detidos; um deles, de origem paraguaia. Foto: Divulgação/PRF

Estima-se que esse material, avaliado em quase R$ 2 milhões, daria para produzir mais de um milhão e meio de maços de cigarro.

Três pessoas foram conduzidas à Delegacia de Polícia Civil pelo crime de descaminho. Um deles é de origem paraguaia. A Receita Estadual apreendeu a mercadoria.

Fonte: Estradas com Agência PRF-MG

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui