Denúncia sobre o abastecimento com cédulas falsas levou à apreensão

Na manhã desta quarta-feira (29), por volta das 6 horas, próximo à UOP 201, localizada no km 212 da rodovia BR-364, em Rondonópolis (MT), equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou abordagem da motocicleta BMW S1000 BR, com placas de Santos (SP), conduzida por um homem de 27 anos de idade, após receber a denúncia de que ele teria abastecido o veículo em um posto de combustível na cidade de Jaciara (MT) e utilizado cédulas falsas para o pagamento.

Durante a fiscalização, os PRFs constataram que a CNH apresentada pelo condutor tinha indícios de adulteração. De acordo com as informações constantes nos sistemas internos da PRF, o motorista é habilitado na categoria AB, porém no documento estava impressa a categoria AD de forma rasurada. Questionado, o homem confessou que pagou pela alteração da categoria na cidade de Iturama (MG).

Diante das suspeitas de novas fraudes,  os policiais analisaram detalhadamente o CRLV da motocicleta e verificou-se a ausência de elementos característicos do documento, apontando inconsistência e a invalidade do certificado. Além disso, foram encontrados indícios de adulteração no número do chassi e do motor do veículo. De acordo com o detido, a motocicleta foi comprada por R$ 15 mil em São José do Rio Preto (SP).

Nos sistemas de informações da PRF, o veículo original, I BMW S10000 BR, de placas de Rio Claro (SP), consta com alerta de roubo ocorrido em 5/9/2016, no município do emplacamento.

Na revista pessoal ao motociclista, foram encontradas 32 cédulas falsas de moeda nacional, totalizando R$ 1,5 mil. Na ocasião, ele afirmou ter comprado as cédulas pela internet e já ter repassado cerca de R$ 500 falsificados até ser flagrado pela PRF.

Diante dos fatos, foi constatada, a princípio, a ocorrência dos crimes de moeda falsa, uso de documento falso e adulteração de sinais identificadores veiculares. O suspeito, as cédulas falsas e a motocicleta apreendidos foram encaminhados para Polícia Federal de Rondonópolis.

Fonte: www.prf.gov.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui