RECORDE: PRF de Goiás faz a maior apreensão de drogas neste ano, graças à Operação "Em Frente, Brasil", implantada em agosto no País. Foto: Divulgação

Projeto-piloto busca reduzir criminalidade em cinco municípios brasileiros; no PR, ações resultaram na apreensão de 326 Kg de cocaína nesta quinta (5)

A estratégia do “Em Frente, Brasil”, projeto-piloto do Governo Federal que visa a redução da criminalidade violenta, já surte efeitos. O conjunto de ações voltadas ao projeto resultou na maior apreensão de maconha realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Goiás em 2019.

De acordo com a PRF, cerca de 15 toneladas de maconha foram apreendidas, na tarde dessa quarta (4), na BR-364, em Goiânia (GO). A droga era transportada em um caminhão.

Ainda de acordo com a PRF, um corte na lataria do compartimento de carga, onde estavam acondicionadas outras mercadorias, desvendou os tabletes do entorpecente. O motorista, de 43 anos, recebeu voz de prisão pelo crime de tráfico de drogas.

De acordo com o suspeito, a mercadoria ilegal foi pega em Várzea Grande (MT) e seria entregue Uberlândia (MG).

Ainda de acordo com a PRF, os resultados positivos também vêm aparecendo no estado do Paraná. Na manhã desta quinta (5), equipe PRF apreendeu 326,2Kg de cloridrato de cocaína durante bordagem na BR-116, em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba.

De acordo com os policiais, a droga estava escondida em um compartimento oculto, sob o assoalho de uma caminhonete. Além dos 298 tabletes do entorpecente, os policiais também apreenderam dois pacotes contendo dólares.

Segundo os policiais, o condutor, de 35 anos, acabou preso por tráfico de drogas; ele confessou aos agentes que saiu de São Paulo (SP) e que entregaria o veículo em Paranaguá (PR).

O flagrante foi feito por policiais rodoviários federais mobilizados para o reforço em São José dos Pinhais, uma das cidades do projeto-piloto.

Projeto piloto

Na região Centro-Oeste, Goiânia também está entre as cinco cidades nas quais o “Em Frente, Brasil” foi implementado nessa fase inicial, que abrange todas as regiões do país. Os municípios Ananindeua, no Pará; Cariacica, no Espírito Santo; e Paulista, em Pernambuco, são os outros locais incluídos no projeto-piloto. Os cinco municípios não são os mais violentos do país, mas registraram números absolutos de homicídios consideráveis nos últimos anos. O critério de seleção das cidades considerou a média dos números de homicídios dolosos ocorridos em 2015, 2016 e 2017.

De acordo com a PRF, essa foi a maior apreensão de maconha registrada em Goiás em 2019, e certamente atende a um dos objetivos do projeto que é desarticular grupos e redes criminosas.

Ainda de acordo com a PRF, o resultado é fruto da ação integrada entre forças de segurança. Em Goiânia, bombeiros, policiais militares e civis, guarda metropolitana e integrantes da Força Nacional compõem o cinturão de divisa para coibir, entre outros, o tráfico de drogas e armas; crimes muitas vezes diretamente relacionados aos homicídios, feminicídios, estupros, latrocínios e roubos, práticas criminosas violentas e foco do “Em Frente, Brasil”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui